Cuiabá e São Paulo encerram a 25ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro nesta segunda-feira (11), às 20h (horário de Brasília), no famoso jogo de seis pontos, na Arena Pantanal, na capital matogrossense. Na 12ª colocação , o Dourado tem 30 pontos, apenas um a mais que o Tricolor paulista, que ocupa a 14ª posição na classificação geral. 

O time comandado pelo técnico Hernán Crespo vem de uma boa atuação diante do Santos, na última quinta (7), mas que não foi suficiente para sair do Morumbi com a vitória. O São Paulo está apenas três pontos acima do Bahia, que abre a zona do rebaixamento. Vencer o Cuiabá significa dar alívio para fugir da parte de baixo e ânimo para lutar por uma vaga na Libertadores.

“O objetivo sempre é chegar o mais alto possível, mas o principal objetivo é jogar como a gente jogou contra o Santos, com esta intensidade, com esta energia positiva. Sinceramente foi a primeira vez que senti vontade de entrar no campo e jogar com eles, porque foi emocionante. Todo o elenco estava concentrado, com muita vontade de conquistar os três pontos que, infelizmente, não se conquistou, mas acreditamos e jogamos com uma dinâmica e uma intensidade que realmente fazia um tempo que a gente não via”, analisou o treinador argentino.

Crespo deve manter a base da equipe que começou a partida contra o Santos com Tiago Volpi, Igor Gomes, Miranda, Léo e Welington; Luan, Rodrigo Nestor e Marquinhos; Rigoni, Luciano e Calleri.

O Cuiabá vem de resultados ruins e saiu de uma posição confortável para começar a se preocupar com o rebaixamento. O técnico Jorginho terá o retorno do zagueiro Paulão, que cumpriu suspensão no confronto anterior. Com isso, o Dourado deve entrar em campo com Walter, João Lucas, Marllon, Paulão e Uendel; Auremir, Pepê e Camilo; Max, Clayson e Jenison.

Durante coletiva, o treinador adiantou qual será a estratégia para sair com os três pontos da Arena Pantanal.

“O São Paulo é uma equipe que joga muito em cima e, em alguns momentos, eles pressionam com uma linha de cinco a nossa última linha de marcação. É difícil se marcar assim, a gente tem que tomar uma decisão ou de fazer um 5-4-1 ou até mesmo um 4-5-1 para que a gente possa dificultar um pouquinho essas bolas que eles entram em profundidade ou até mesmo entrando pelos lados. Mas é uma equipe que tem uma certa dificuldade com a questão de a gente sair em velocidade”, revelou Jorginho.

Lembrando que o jogo terá presença da torcida: 20 mil ingressos foram colocados à venda.

Via | Agência Brasil
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta