Pedra fundamental do novo campus do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) será inaugurada na Base Aérea de Fortaleza (CE), nesta sexta-feira (19)

A pedra fundamental do primeiro campus avançado do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) no Nordeste será lançada pelo Governo Federal, nesta sexta-feira (19/01), por meio do trabalho integrado dos ministérios da Educação (MEC) e da Defesa (MD). O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, participa do ato, ao lado dos ministros da Educação, Camilo Santana, e da Defesa, José Mucio Monteiro, do governador do Ceará, Elmano de Freitas, e do comandante da Aeronáutica, Marcelo Kanitz Damasceno.

As novas instalações serão construídas na Base Aérea de Fortaleza (CE), onde ocorrerá a cerimônia de lançamento e assinatura do decreto de implantação do novo campus. O campus avançado do ITA no Ceará será a segunda unidade do Instituto e a primeira fora da cidade de São José dos Campos (SP). A assinatura do decreto formaliza a criação do campus cearense, a fim de possibilitar as reformas e ampliações para plenas atividades em 2027. Essa unidade abrigará dois novos cursos estratégicos e inovadores, que não são lecionados no município paulista: Engenharia das Energias Renováveis e Engenharia de Sistemas.

A ideia do governo é que o vestibular para os dois cursos ocorra ainda em 2024. Sua primeira turma deverá ser acolhida, em 2025 e 2026, no campus de São Paulo — e, em 2027, as atividades serão passadas para a unidade do Ceará.

INVESTIMENTO – Em dezembro de 2023, o MEC e o Governo do Ceará assinaram um convênio no valor de R$ 50 milhões para a realização da primeira etapa de construção das instalações. Nessa fase inicial, serão executadas obras de construção dos alojamentos, das salas de aulas e dos laboratórios necessários à implantação dos cursos Engenharia das Energias Renováveis e Engenharia de Sistemas. Além desse montante, o MEC já firmou o compromisso de repassar mais R$ 30 milhões em 2024 e R$ 35 milhões em investimentos para o ano de 2025.

NOVO CAMPUS – A escolha da Base Aérea de Fortaleza para sediar os novos cursos do ITA é fruto de estudos técnicos realizados pelos Ministérios da Defesa e da Educação, detentores da jurisdição da unidade de ensino. A pesquisa demonstrou a viabilidade da primeira expansão do Instituto fora de São Paulo. A localização é privilegiada, por ser o Nordeste o maior produtor nacional de energias renováveis, despontando do desenvolvimento do hidrogênio verde.

Dessa forma, a iniciativa visa oferecer aos estudantes do Nordeste a formação de excelência do ITA, bem como potencializar a região no âmbito das energias renováveis. Com isso, é esperada a ampliação da capacidade científica e de desenvolvimento industrial do Brasil, a partir de dois cursos promissores e alinhados com a estratégia de sustentabilidade do País e a inovação.

ITA – O Instituto Tecnológico de Aeronáutica é uma instituição de ensino superior pública do Comando da Aeronáutica, localizada na cidade de São José dos Campos (SP). Além disso, é um centro de excelência, com cursos de graduação e pós-graduação em áreas afins da engenharia. O setor aeroespacial, por exemplo, é o de maior destaque, oferecendo alimentação gratuita e moradia de baixo custo aos seus alunos.

O Instituto é conhecido nacional e internacionalmente, além de ter um dos processos seletivos mais difíceis do Brasil. Uma de suas grandes características é o percentual de aprovações de estudantes de escolas cearenses, o que representa uma média aproximada de 40%. Nesse contexto, ao se considerar o alto índice de aprovação de tais alunos no ITA, somado à infraestrutura já existente e relevante da Força Aérea Brasileira, vislumbrou-se a possibilidade de cooperação entre os Ministérios da Defesa e da Educação. Nesse sentido, o foco é ampliar a capacidade de desenvolvimento tecnológico e de educação de alto nível na região, adotando o ITA como referência.

Via | Planalto Foto | Divulgação

Print Friendly, PDF & Email
(Visited 1 times, 1 visits today)