Duas pessoas morrem após avião bater no chão e explodir em aeroporto de empresa em Cuiabá
,

Duas pessoas morrem após avião bater no chão e explodir em aeroporto de empresa em Cuiabá

De acordo com os bombeiros, o acidente também deixou outras duas vítimas que foram encaminhados para o hospital e estão conscientes.

Duas pessoas morreram após um avião bimotor bater a asa na pista, derrapar e explodir em um aeroporto particular de uma empresa do agronegócio, em Cuiabá, nesta quarta-feira (4). Imagens feitas pela equipe do Corpo de Bombeiros e por populares mostram o local em chamas e com muita fumaça.

O piloto da aeronave, Fernando Kawahata Barreto, de 42 anos, e um funcionário de uma empresa terceirizada que prestava serviços ao aeroporto, morreram na hora. O acidente também deixou outras duas vítimas que conseguiram escapar com vida.

Em nota, o grupo Bom Futuro lamentou o acidente e informou que presta serviços de hangaragem e que o avião envolvido não é da empresa.

Um dos proprietários do grupo, Eraí Maggi, confirmou que as vítimas que sobreviveram tratam-se de dois irmãos que são produtores rurais do município de Campo Novo do Parecis.

Os irmãos foram encaminhados para o hospital por um helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). Ambos estão conscientes e possuem apenas algumas escoriações no corpo, informou o proprietário da empresa.

Segundo Eraí, os produtores conseguiram abrir a porta e sair do avião.

O empresário ainda relatou que a segunda vítima fatal é um trabalhador de 58 anos, que atuava em uma obra que está sendo realizada no hangar que pertence à empresa Bom Futuro.

No entanto, ele não era funcionário direto da empresa e não teve o nome divulgado até a publicação desta matéria.

A causa do acidente ainda será investigada pela Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

    O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa IV), da Força Aérea Brasileira (FAB), também informou que a equipe já foi comunicada sobre o acidente e que segue acompanhando o caso.

    Nas redes sociais, um grupo de aviadores lamentou a morte do piloto. Kawahata, que compartilhava sua rotina de voos na internet, deixa esposa e dois filhos.

    A familia dele é de Campo Grande (MS), mas ele morava e trabalhava em Campo Novo do Parecis como colaborador da empresa Jacó Agro, onde ja era piloto há alguns anos.

    Piloto Fernando Kawahata Barreto ompartilhava sua rotina de voos nas redes sociais  — Foto: Reprodução

    Piloto Fernando Kawahata Barreto ompartilhava sua rotina de voos nas redes sociais — Foto: Reprodução

    Via | G1 Fotos | Reprodução

    Share this content:

    (Visited 1 times, 1 visits today)
    Ver mais: