O crime ocorreu no dia 09 de agosto, por volta das 18h30 (final do expediente), ocasião em que os criminosos abordaram e agrediram a proprietária do estabelecimento que se dirigia ao banco para realizar o depósito de aproximadamente R$ 20 mil.A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá), cumpriu cinco ordens judiciais, sendo dois mandados de prisão e três de busca e apreensão, contra envolvidos em um roubo ocorrido no mês de agosto, em uma empresa de valores, correspondente da Caixa Econômica Federal.

Além de subtrair o valor, os suspeitos também roubaram a motocicleta Honda Bross da vítima. Durante a fuga, os criminosos substituíram o veículo por uma motocicleta Honda Fan, fazendo mais uma vítima no curso do crime e posteriormente abandonando o veículo nas proximidades do Centro Universitário.

Investigações

Ao sair do estabelecimento, a vítima foi abordada por outros dois suspeitos, que chegarem em uma motocicleta, a agrediram  e subtraíram o malote com o dinheiro. Enquanto acontecia o roubo, os que estavam monitorando local saíram rapidamente e se esconderam em uma rua nas proximidades do Centro Universitário.Assim que foi acionada do roubo, a equipe de investigadores da Derf Barra do Garças iniciaram as diligências, culminando na identificação de cinco pessoas envolvidas no crime. As investigações concluíram que dois dos suspeitos estabeleceram vigilância nas proximidades do local do fato, ficando um de um lado e o outro do outro lado da rua, observando o momento exato em que a vítima sairia com o dinheiro no malote.

A motocicleta da segunda vítima foi abandonada próximo ao local onde estavam os dois suspeitos. Diante dos fatos, os investigadores concluíram que a segunda vítima esperou pelo criminoso para realizar a troca das motocicletas, pois, enquanto estava na delegacia confeccionando o boletim de ocorrência do suposto roubo, recebeu ligação de um dos envolvidos no crime, informando onde estaria a sua motocicleta Honda Fan.

As investigações apontaram ainda que depois da efetivação de todas as fases do crime de roubo, os agentes executores se reuniram numa residência, local em que se encontravam os demais criminosos. Com base nos elementos levantados, o delegado titular da Derf, Nelder Martins Pereira, representou pelos mandados de busca e apreensão contra os suspeitos, sendo as ordens judiciais deferidas pela Justiça.

Na quarta-feira (29), a equipe da Derf cumpriu cinco mandados, sendo dois de prisão e três de busca e apreensão, contra os suspeitos que tiveram o envolvimento identificado no crime.

Segundo o delegado da Derf Barra do Garças, na conclusão das investigações, foram identificados cinco suspeitos envolvidos na conduta criminosa. “As investigações seguem em andamento para prender os outros envolvidos no crime, que provocou o prejuízo patrimonial da vítima de aproximadamente 20 mil reais, fruto do seu esforço do trabalho”, destacou Nelder.

Via | PJCMT
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta