Setor possui papel extremamente importante no combate à emissão de gases do efeito estufa

As condições de tempo e clima influenciam diretamente o setor de energia, desde os processos de planejamento de geração, até a operação e manutenção de hidrelétricas, complexos eólicos e solares, distribuidoras e transmissoras de energia. Isso porque no Brasil e na maior parte do mundo os ativos que compõem o setor elétrico estão expostos às interferências de tempo e clima, além de ter o vento, água e sol como um dos grandes aliados na geração de energia. Nesse contexto as mudanças climáticas, podem impactar no comportamento das variáveis meteorológicas e consequentemente no planejamento e operação do setor elétrico nacional.

Carlos Magno, CEO da Climatempo, destaca a importância de reflexão sobre o aumento da ocorrência de fenômenos climáticos extremos no Brasil e os impactos que isso tem gerado na vida em sociedade e para as empresas. “Temos acompanhado os fenômenos meteorológicos no Brasil há três décadas e episódios que antes eram atípicos agora acontecem com maior frequência. É preciso estar preparado para as mudanças que já estão em curso”, alerta o executivo.

O setor de energia é um elemento chave no tema das mudanças climáticas. Possui um papel extremamente importante no combate à emissão de gases do efeito estufa, devido ao desenvolvimento e incentivo de geração renovável e limpa. O Climatempo Sustainability Summit Energia – O impacto das mudanças climáticas no setor elétrico nacional acontece às 15h do dia 20 de Setembro. Grandes especialistas da área estarão reunidos para debater o futuro do setor elétrico e os impactos que as mudanças climáticas vão acarretar neste setor tão importante da economia brasileira.

“Os diversos extremos climáticos ocorridos em todo o mundo mostram a importância da resiliência climática ser considerada nas decisões do planejamento, comercialização e operação do setor. O risco climático deixou de ser exceção e passou a ser regra. É fundamental incorpora-lo nas decisões de investimento e gestão de riscos”, comenta Luiz Barroso, Presidente da PSR.

A geração de energia renovável depende das condições meteorológicas. Qualquer alteração na frequência e intensidade da chuva, na quantidade de radiação solar que atinge a superfície ou nos padrões de circulação de vento pode impactar drasticamente o setor.

De acordo com Elbia Gannoum, CEO da ABEEólica – Associação Brasileira de Energia Eólica, o Brasil tem um problema diferente de outros países quando se trata de discutir transformação energética da matriz. “Nós temos uma grande oferta de fontes de energia limpas. No nosso caso, trata-se de gerenciar essa abundância de uma forma consistente e segura para que tenhamos uma matriz elétrica e energética cada vez mais renovável”, completa a executiva.

As inscrições para o evento são gratuitas e estão disponíveis neste link (https://sustentabilidade.climatempo.com.br/) .

Serviço:
Climatempo Sustainability Summit – Mudança climática e Sustentabilidade no setor de Energia
Data: 20 de Setembro
Horário: 15 horas
Formato: on-line
Inscrição: Gratuita pelo link
Via | Assessoria Climatempo
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta