Segundo a OMS, o suicídio é uma das principais causas de mortalidade, sendo a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos.

Os dados ainda nos mostram que a cada ano cerca de 800 mil pessoas tiram a própria vida e existe um número ainda maior de pessoas que tentam tirar a própria vida e não conseguem.

Durante muito tempo, o tema suicídio foi tratado como tabu. No entanto, segundo a OMS, 90% dos casos poderiam ser prevenidos pelo simples fato de ter alguém para conversar, alertar e mudar a situação em que a pessoa se encontra. Além disso, é de fundamental importância contar com ajuda de especialistas para enfrentar e superar o momento.

Alessandro Brandão – estudante 7º semestre de Psicologia

Mesmo em período de pandemia, os alunos do 7° semestre de psicologia da Faculdade UNIC Rondonópolis, sob a orientação da psicóloga, professora e supervisora de estágio Jane Aurora Rodrigues de Carvalho, realizaram ação alusiva ao mês Setembro Amarelo.

Os acadêmicos se mobilizaram, apresentando frases enfatizando a campanha, e, transmitindo mensagens de incentivo à valorização a vida.

A Ação é uma das formas de prevenir o suicídio e também de conscientizar a respeito do assunto. Demonstrar apoio, mostrar que pessoas que sofrem de transtorno mental também podem buscar ajuda de profissionais especializados, e ainda, que suicídio não é a solução para os problemas; que a dor emocional pode ser curada através da busca por ajuda e que adoecer emocionalmente é como adoecer de qualquer outra enfermidade física, que precisa ser tratada.

Carlos Colombo, estudante 7º semestre de Psicologia

De acordo com o estudante de psicologia Carlos Colombo: “Acredito que ações realizadas como essa no Setembro Amarelo, tiram a psicologia do lugar distante e específico, destinado somente a algumas pessoas, trazendo a todo o público em geral., de maneira mais abrangente.”

Carlos ainda acrescentou sobre a importância de fazer parte desse tipo de ação, para o próprio crescimento, segundo Carlos: Como estudante de psicologia, e futuro profissional responsável pela saúde mental das pessoas, acredito que ações como essa enriquecem ainda mais a nossa própria vivência e o quanto pequenas ações em pequena parte do seu dia, voltadas à outras pessoas, podem mudar o dia de alguém.”

Clara Inácio, estudante 7º semestre de Psicologia

Clara Inácio é mais uma estudante que participou da ação. Conforme Clara: “A ação mostrou a importância de lembrarmos o motivo do setembro amarelo. Mesmo que pequena, essa ação de conscientização trouxe pontos importantes no contexto atual. Estamos inseridos em um novo contexto com a COVID-19 e tivemos que fazer adaptações em nossas abordagens e formas de conscientização. Recebemos elogios e palavras de carinhos de outros estudantes e isso mostra que pequenas ações trazem grandes resultados.”

A Clínica Unic oferece linha gratuita para você falar dos seus medos e angústias: (66) 3411 3982

Via | Redação com Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta