Os coordenadores e técnicos dos Centros de Referências de Assistência Social (CRAS) de Rondonópolis participaram na tarde desta terça-feira (20) de uma capacitação. Promovida pela Prefeitura de Rondonópolis, por meio da Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social (Sempras), a capacitação teve como objetivo aprimorar as técnicas, formas de atendimento e rotinas de trabalho, visando uma melhor qualidade no atendimento aos usuários.
O órgão é a porta de entrada da Assistência Social, bem como parte da proteção social básica. De acordo com a secretária municipal de Promoção e Assistência Social, Neiva de Cól, o foco é sempre o bom atendimento aos usuários.  “Evidenciamos a eles o quão importante é a boa acolhida ao cidadão que busca as unidades de referencia de assistência social que é feita pela equipe técnica que está na ponta”.
Durante a capacitação, que foi realizada na Escola Técnica Estadual de Rondonópolis, os coordenadores e técnicos também receberam informações sobre o atendimento ao usuário neste momento de pandemia, bem como conteúdos voltados para as reflexões sobre a atuação do CRAS.
Receberam ainda orientações do servidor Franco Deve Souza da Silva sobre a alimentação do Sistema de Informação ao Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SISC), além de informações do site do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e de planilhas colaborativas, inteligentes e seguras para a organização da Sempras que são desenvolvidas pelos CRAS.
Coordenadora do CRAS Cidade Alta, Adriana Freitas Guimarães Ramalho, destacou que momento com este é benéfico para os profissionais estarem por dentro das atualizações do órgão. “A equipe fica cada vez mais enriquecida de conhecimento para melhor atender, orientar e encaminhar as famílias”.
Proteção social
O CRAS representa a principal estrutura física local para a proteção social básica, desempenhando papel primordial no território onde se localiza, obtendo a função exclusiva da oferta pública do trabalho social com famílias por meio do serviço de Proteção e Atendimento Integral a Famílias (PAIF) e gestão territorial da rede socioassistencial de proteção social básica.
Além de oferecer projetos, programas e outros serviços referente a socioassistenciais de proteção social básica, assim possibilitando o acesso da população aos serviços.

Fonte | Assessoria

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *