As empresas passarão por reformas e adequações para integrar a rede Atacadão.

O atacadista e o posto de combustível Makro, localizados na Avenida Miguel Sutil, na Capital, encerraram as atividades nesta semana.

O fechamento das empresas pegou muitos clientes de surpresa, que acreditavam se tratar de mais uma crise financeira imposta pelo Coronavírus (Covid-19) e as medidas de isolamento social, com o fechamento do comércio. No entanto, neste caso, as notícias são boas.

Ocorre que em fevereiro passado o grupo Carrefour Brasil comprou as lojas da rede Makro, sendo um total de 30 unidades que saíram pelo valor de R$1,95 bilhão, incluindo as do Estado de Mato Grosso.

Foram comprados pontos em 16 estados e no Distrito Federal. São 22 imóveis próprios e oito alugados. Essas unidades, no ano de 2019, venderam cerca de R$ 3 bilhões.
Além disso, também foram comprados 14 postos de combustíveis administrados pelo Makro.

Agora, o Carrefour vai converter a bandeira para Atacadão, ainda em 2020.

As lojas passarão a funcionar como atacarejo, que vendem por atacado e varejo. Ainda não há data de inauguração do novo Atacadão em Cuiabá.

Veja os locais onde o Makro se transformará em Atacadão

Os pontos adquiridos ficam nos estados do Rio de Janeiro, Paraná, Goiás, Bahia, Pernambuco, Ceará, Mato Grosso, Alagoas, Santa Catarina, Pará, Amazonas, Piauí, Sergipe, Rio Grande do Sul, Paraíba e Tocantins, além do Distrito Federal.

O Makro informou, em nota que continua com sua operação no Brasil. Suas 24 lojas presentes no estado de São Paulo, devem ser revitalizadas e expandidas. A empresa também disse que vai investir em um novo centro de distribuição de perecíveis.

Já o Carrefour Brasil terminou 2019 com 692 lojas no país, das quais 186 são do Atacadão.

Fonte e Foto | RMT

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *