O Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) de Rondonópolis aprovou nesta quinta-feira (02) por unanimidade a reprogramação de recursos federais e estaduais para a utilização da Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social. A reprogramação foi solicitada pela secretária Márcia Rotilli que deve direcionar os recursos para a manutenção dos serviços de assistência social em Rondonópolis.

O valor total do recurso a ser reprogramado está na casa dos R$ 2,1 milhões, oriundos do governo federal e também do Fundo Partilhado de Investimentos Sociais (Fupis) e do Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS).

Como o CMAS é o órgão fiscalizador dos recursos públicos investidos na pasta de assistência social, a Secretaria se viu no dever de solicitar ao Conselho a reprogramação do recurso que não foi utilizado no ano passado. A secretária Márcia Rotilli explicou que com a aprovação será possível manter regulares os serviços e atendimentos, a exemplo do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e o Centro Pop.

Ainda durante a reunião a secretária repassou aos integrantes do Conselho que o governo federal realizou novos repasses que vão possibilitar a permanência da parceria com as entidades assistenciais que trabalham no município, algumas que estavam com atendimentos irregulares por conta de atrasos no envio dos recursos.

Rotilli informou também que o projeto de lei que reconhece o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) no município, amplamente debatido no CMAS, foi encaminhado para coordenadoria legislativa para análise e, posteriormente, será submetido à apreciação da Câmara de Vereadores.

Fonte | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta