A China tem um novo projeto ambicioso em relação ao espaço. O país pretende lançar um satélite de iluminação, uma espécie de lua artificial, até o ano de 2020. A notícia foi publicada pelo jornal noticiário oficial do país e repercutida pela agência de notícias EFE.

De acordo com as agências, o objetivo é que esse satélite artificial ilumine o suficiente para  substituir as luzes de rua da cidade de Chengdu. O projeto teria começado há anos, mas agora, graças a avanços técnicos, será possível colocá-lo em prática.

O projeto foi apresentado na semana passada em uma convenção de inovação na cidade de Chengdu. Wu Chunfeng, diretor do instituto aeroespacial da mesma cidade, fez a apresentação. De acordo com Wu, o brilho do satélite deve ser cerca de oito vezes maior do que o brilho da própria Lua, servindo como complemento.

De acordo com a agência de notícias chinesa Diário do Povo, a ideia surgiu de uma proposta de um artista francês que propôs certa vez o uso de espelhos em órbita para iluminar Paris.

A ideia levantou preocupação de algumas pessoas, afirma o Diário do Povo, por conta de possíveis efeitos sobre observações espaciais, assim como hábitos de animais.

Fonte | Época

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *