Você já se deparou com um princípio de incêndio? Diante dessa indagação, a maioria das pessoas vai dizer que não. Foi o que aconteceu com os cerca de 40 servidores públicos da Prefeitura de Rondonópolis no início do curso de Formação de Brigada de Incêndio ofertado pela Secretaria Municipal de Administração em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, que aconteceu nessa terça (17) e quarta-feira (18), no auditório do Paço Municipal.

No entanto, ao longo desses dois dias, todos os integrantes da primeira turma da capacitação mudaram de opinião. Só para citar alguns exemplos, ocorrem princípios de incêndio cotidianamente, sem que ninguém se aperceba disso, quando surge uma faísca no chuveiro na hora do banho ou na bituca de cigarro jogada no chão que fica incandescente antes que seja esmagada pela sola do sapato ou, ainda, com as fagulhas que se soltam durante uma soldagem na manutenção de um prédio.

Identificação de começo de incêndio e suas classes, métodos de extinção e tipos de extintores, utilização de equipamentos de combate ao incêndio e noções de primeiros socorros foram alguns dos temas abordados pelo tenente do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, Roberto Coelho de Lima, que ministrou a formação de brigadista para os funcionários públicos. Dividido em dois momentos, o curso contou com uma etapa teórica e outra prática, sendo que, nesta última, foi simulada uma situação de princípio de incêndio em os participantes aprenderam a manipular o extintor usando-o para combater o fogo.

Tanto prevenir quanto extinguir incêndios e saber como agir no caso de algum sinistro são habilidades que podem fazer uma diferença incrível em casos imprevistos. O tenente lembrou que o treinamento de brigada em órgãos públicos é realizado a partir de uma exigência legal e elencou algumas atribuições do brigadista, como garantir a segurança dos funcionários da instituição e também a do cidadão comum que frequenta o local na busca dos seus serviços. 

“O brigadista torna-se um observador do cenário onde se encontra para evitar acidentes ou princípio de sinistro. Ou seja, ele tem um olhar treinado, sendo capaz de perceber se no local há algum risco, como um fio esticado no caminho das pessoas ou um objeto pontiagudo por perto, por exemplo. Dessa forma, ele consegue identificar os possíveis perigos e retirá-los devido ao conhecimento que agregou, agindo, assim, de forma preventiva. Além disso, se houver um princípio de incêndio, ele será rápido na ação, pois aprendeu a fazer o primeiro combate, que facilita o controle do incêndio. Se não houver esse combate, provavelmente o patrimônio será totalmente arruinado e o Corpo de Bombeiros terá o trabalho de conter mais ainda as chamas para não atingir outras áreas. Então, quando existem brigadistas em um lugar, tem-se uma área mais segura”, sintetizou tenente Roberto.

Registrando procura intensa, a capacitação terá mais uma turma no final do mês. Conforme relata a promotora do evento, a gerente do Departamento de Administração Geral da Secretaria Municipal de Administração, Noemia Oliveira de Almeida, a adesão foi excelente. “Nossas expectativas foram superadas. Os servidores se mostraram receptivos ao curso e interessados. E vieram em maior quantidade do que esperávamos”, descreve. Ela ressalta que é fundamental que o servidor esteja sempre se atualizando e que, especificamente em relação à formação de brigadista, além de agregar valor à Prefeitura, também garante maior segurança ao ambiente de trabalho.

As aulas para a segunda turma da formação de brigadistas estão previstas para os dias 31 de julho e 1º de agosto, das 8h às 11h e das 14h às 17h30, no auditório do Paço Municipal. Conforme Noemia, apesar de muitas vagas já terem sido preenchidas, a Secretaria de Administração ainda está recebendo inscrições. Assim, os interessados podem se inscrever pelo telefone 3411-3553. Basta informar nome completo, matrícula e setor onde trabalha.

Fonte | Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *