Cirurgião dentista explica que a manchete divulgada gera dúvidas na população

O Conselho Federal de Odontologia se manifestou sobre uma recente notícia veiculada no Jornal Nacional e em outros veículos de imprensa. A matéria tratava sobre uma decisão da Justiça Federal, trazendo dúvidas sobre o uso de anestesia em consultórios odontológicos e podendo gerar confusão entre a população. 

A notícia divulgada com o título: “Decisão da Justiça muda regras para o uso de anestesia em consultórios dos dentistas” nos jornais dá a entender que agora profissionais dentistas terão impedimentos em aplicar anestesia. 

Mas o cirurgião dentista Vinicius Araújo explica que não é exatamente isso. “A confusão aconteceu porque a Sociedade Brasileira de Anestesiologia moveu um processo, não sobre anestesia, mas sim sobre a sedação medicamentosa, utilizando remédios controlados que podem levar à inconsciência durante procedimentos odontológicos”, explica Vinícius. 

A controvérsia surgiu da ambiguidade da manchete, que mencionava “anestesia”, confundindo o público sobre o foco do processo. Na verdade, a decisão judicial refere-se à sedação com remédios controlados, não à anestesia. “A sedação por inalação de oxigênio e óxido nitroso é uma forma de lidar com a ansiedade e o pânico do paciente no consultório de odontologia. E tem efeitos distantes da sedação medicamentosa e da anestesia comumente usada”, destaca Araújo.

Alegações da Sociedade Brasileira de Anestesiologia destacaram a falta de preparo dos dentistas para realizar sedação, enfatizando os riscos envolvidos no uso de medicamentos controlados sem supervisão adequada. 

O Conselho Federal de Odontologia se comprometeu a analisar tecnicamente a decisão e garantir os direitos dos cirurgiões-dentistas, ao mesmo tempo em que cumpre as determinações judiciais. O órgão afirma estar empenhado em atualizar e aprimorar as diretrizes éticas e técnicas para garantir a segurança dos pacientes durante procedimentos odontológicos envolvendo a sedação medicamentosa. 

Para o especialista, por mais que ao decorrer das notícias se esclareça que não se trata de proibir ou normatizar a anestesia, e sim a sedação medicamentosa, veicular títulos e manchetes tendenciosas confunde muitas pessoa que não assistiram a reportagem até o fim ou não leram o texto na íntegra. “Precisamos deixar claro que muitos dentistas estão aptos para efetuar a sedação, o paciente só precisa verificar se o profissional escolhido possui habilitação. Nem todos os dentistas estão preparados para esse procedimento, mas nem todos os médicos também estão. Porém, hoje temos diversos profissionais da odontologia já especializados nesse procedimento”, finaliza o profissional.

Sobre Vinicius Garcia Araújo

Dentista e mestrando em buco maxilo facial, especialista em implantes. Habilitação em Analgesia Relativa e Sedação Consciente com Óxido nitroso e sedação medicamentosa, Professor da São Leopoldo de mandic, IMPLA, GAPO.

Via | Assessoria Fotos | Divulgação

Print Friendly, PDF & Email
(Visited 1 times, 1 visits today)