As obras de reforma e revitalização do canteiro central da avenida Bandeirantes nos cerca de 3,5 km de extensão a partir do entrocamento da Rua Aeroporto, chegando às proximidades da ponte do Córrego Lageadinho, e que concentra as faixas de ciclovia e pista de caminhadas, seguem a todo vapor e já ultrapassam a casa dos 50%, devendo ser concluída no mais tardar até o final do mês de março.

As informações foram confirmadas na tarde desta quarta-feira (7) pelo secretário de Infraestrutura, Dhyogo Parreira Gonçalves, durante entrevista a imprensa.

Conforme o secretário, as obras que são muito importantes para a comunidade da região da Vila Operária, e estão orçadas em cerca de R$ 2,4 milhões, compreendem a substituição de todo o calçamento existente por blocos de ‘paver sextavado’, arborização e urbanização com novas árvores e plantio de grama; além da construção de algumas rampas de acessibilidade para PCDs.

As obras ainda contemplam um novo revestimento do piso da ciclovia com microrrevestimento asfáltico e nova sinalização. As obras ainda vão contemplar a instalação de um novo posteamento da iluminação baixa com lâmpadas de led.

ROTATÓRIA

Além destas obras, um segundo contrato, desta feita firmado com a Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis – Coder, vai atender uma demanda antiga da comunidade instalada nas mediações da avenida Filinto Muller e Benjamim Duarte, cujo acesso pela Avenida Bandeirantes acabou fechado, quando da duplicação da referida via.

As queixas principais eram dos comerciantes instalados ao longo da Rua Filinto Muller, que viram o movimento cair drasticamente depois do fechamento do acesso via Bandeirantes. Eles alegam que as pessoas tinham que dar uma volta muito grande para acessar a citada via e muitos clientes acabavam desistindo de acessar a rua e se dirigir aos seus comércios, tendo inclusive, resultado no fechamento e mudança de muitas empresas.

Agora com a finalização dos estudos técnicos da secretaria de Transporte e Trânsito (Setrat), uma rotatória está sendo construída no local da ligação das duas vias: Filinto Muller e Benjamim Duarte cortando a Bandeirantes, o que deverá desafogar e dar acesso mais fácil à Filinto Muller e aos comércios ali estabelecidos.

A primeira parte da obra de revitalização da ciclovia da Bandeirantes deverá ser concluída até final do mês de março, enquanto que as obras da rotatória; estas vão contemplar ainda, dois redutores de velocidade antes da rotatória: nos dois sentido da via, e ainda o remanejamento de um ponto de ônibus localizado nas imediações. Lembrando que esta obra será construída em parceria com a Coder, mas integrando um segundo contrato, com outro valor.

Conforme o secretário destacou: “esta nova rotatória de acesso à rua Felinto Muller, vai reduzir o intenso fluxo na avenida Castelo Branco (principal da Grande Vila Operária) e facilitar o acesso dos usuários, reduzindo o tráfego e evitado acidentes para os pedestres, usuários, e motoristas no local”.

Via | Ailton Lima Fotos | Divulgação

Print Friendly, PDF & Email
(Visited 1 times, 1 visits today)