Rondonópolis criou 3.903 empregos com carteira assinada em 2023. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Governo Federal e mostram que Rondonópolis foi a cidade do interior de Mato Grosso que mais gerou empregos no ano passado.

Segundo o Caged, ocorreram 52.543 admissões e 48.640 desligamentos em Rondonópolis, gerando um saldo positivo de 3.903 novas vagas criadas. O município fechou 2023 com 71.435 trabalhadores empregados com carteira assinada, quantidade 5,78% maior que aquela de 2022.

Os números apontam ainda que a maior parte das novas vagas de trabalho formal em 2023 foram no setor de serviços, que foi o responsável pela criação de 2.077 vagas, aumento de 6,87% na geração de vagas com relação ao ano de 2022. No total, 32.314 trabalhadores estão empregados no setor de serviços na cidade.

Em seguida, o comércio foi o setor que mais abriu vagas, criando no ano passado, 704 postos de trabalho com carteira assinada, crescimento de 3,69% em comparação a 2022. O setor emprega 19.785 trabalhadores formais na cidade.

Também com resultado positivo, o setor da construção civil foi o responsável pela abertura de 594 vagas em 2023, uma expansão de 11,37% em relação a 2022. O setor foi o que mais cresceu e fechou o ano passado com um total de 5.820 empregados.

Com saldo positivo na geração de empregos aparecem ainda a indústria e a agropecuária. No setor industrial, 398 vagas de trabalho com carteira assinada foram abertas, enquanto que na agropecuária, 130 novos empregos foram criados.

Em 2023, na comparação com 2022, a indústria ampliou 3,95% as vagas de trabalho e a agropecuária, 4,45%. Ao todo, há 10.464 trabalhadores formais empregados na indústria e 3.052 na agropecuária.

Em dezembro, o Caged mostra que Rondonópolis teve 1.120 vagas fechadas de trabalho com carteira assinada. No mês, foram 3.305 admissões frente a 4.420 desligamentos. A maior parte das vagas fechadas foram na construção civil (733) e no setor de serviços (286).

Houve um aumento de 5,78% no total de vagas no trabalho formal em 2023 em relação a 2022, passando de 67.532 empregados com carteira assinada em 2022 para 71.432 no ano passado.

Via | Assessoria Foto | Divulgação

Print Friendly, PDF & Email
(Visited 1 times, 1 visits today)