O aplicativo EU VIVI é uma ferramenta de mapeamento da segurança no turismo que tem o intuito de prevenir acidentes, sendo totalmente gratuita.

Criado pela ONG Férias Vivas, que há mais de 20 anos tem a missão de “educar para o turismo e o lazer seguro e responsável”, o aplicativo EU VIVI é a materialização desta luta em forma de informação colaborativa. O aplicativo EU VIVI, uma ferramenta de mapeamento da segurança em atividades turísticas no Brasil, tem o intuito de prevenir acidentes e, o melhor de tudo, é totalmente gratuito. Com a ferramenta APP EU VIVI, todas as pessoas que queiram saber sobre a qualidade e segurança dos pontos turísticos que irão conhecer (praias, parques aquáticos, trilhas, etc), podem consultar experiências compartilhadas por outros turistas que estiveram no local (sinalização, estrutura, conservação, etc). Além de também poderem contribuir com os seus relatos para orientar a viagem de outras pessoas.

Por exemplo, imagine que você está viajando para São Francisco de Paula – RS e passe pela Barragem do Salto. Está um dia quente e você resolve dar um mergulho na água para se refrescar. E, ao fazer isso, acaba se expondo ao risco de afogamento, pois não é permitido banho no local e você não sabia: esse é um alerta real do aplicativo EU VIVI, que exemplifica na prática, como ele pode colaborar na prevenção de acidentes. 

A nova versão do aplicativo EU VIVI foi lançada há um mês e conta com 211 usuários até o momento. A meta é atingir 1.000 usuários até o final de 2024. As novas atualizações contribuíram principalmente para melhorar a usabilidade da ferramenta.

Desde de 2002 a ONG Férias Vivas atua na análise das causas de acidentes turísticos no Brasil. E há cinco anos iniciou essa iniciativa que promove o mapeamento colaborativo, em que turistas participam ativamente para o levantamento e disseminação dos dados.  Até o momento foram mapeadas 60 situações de risco na ferramenta. Além de 64 acidentes, sendo 26 fatais. Segundo dados coletados no Relatório Brasileiro de Acidentes de Turismo (RBAT), de 2002 a 2020, 93% dos locais que foram palco de acidentes não possuíam sinalização sobre os riscos. E 77% dos acidentes seriam evitados com o uso correto de equipamento de proteção, como capacetes e coletes salva-vidas.

O objetivo do aplicativo EU VIVI é justamente acompanhar todos aqueles que buscam viajar com segurança, dando voz para que, com as informações corretas, evite-se acidentes. De acordo com a idealizadora da ONG Férias Vivas, Silvia Basile, a ideia nasceu da necessidade que perceberam de ter um canal de comunicação que avalie os locais turísticos do Brasil, no sentido de segurança das experiências, tanto negativas (falta de sinalização, negligência na infraestrutura, má qualidade dos equipamentos, etc), quanto positivas (equipe bem preparada, sinalizações claras, guarda-corpo resistente, etc). “Percebemos que não existia nenhum local que centralizasse essas informações e que fosse de fácil acesso. Queremos evitar que haja acidentes recorrentes acontecendo pelos mesmos motivos e compartilhar as informações com todos os viajantes. Queremos criar a cultura da segurança por meio de melhorias contínuas”, destaca.

Para utilizar o aplicativo Eu VIVI na hora de planejar as férias, basta procurar pelo nome “EU VIVI” na App Store ou Google Play, baixar e fazer o cadastro. Ao acessá-lo o usuário terá acesso ao mapa nacional e também poderá buscar pelo local de interesse. Todas as informações adicionadas são validadas pela equipe de especialistas da ONG Férias Vivas. “Informação salva vidas. O aplicativo EU VIVI é aberto a todos que queiram saber mais sobre a segurança do destino turístico que está visitando. E, quanto mais pessoas compartilharem suas experiências, mais qualificado ele será. Juntos podemos salvar vidas!”, ressalta Silvia.

Sobre o Aplicativo EU VIVI

O aplicativo EU VIVI é uma ferramenta gratuita e colaborativa de mapeamento da segurança em atividades turísticas no Brasil promovida pela ONG Férias Vivas. O seu objetivo é acompanhar turistas e profissionais de turismo na prevenção de acidentes, dando voz aos viajantes que compartilham alertas e boas práticas. 

A ferramenta está disponível para download na App Store e Google Play. Os interessados em contribuir com o projeto, podem acessar o site www.feriasvivas.org.br/aplicativoeuvivi/.

Sobre as Férias Vivas

A ONG Férias Vivas é uma entidade sem fins lucrativos, que nasceu em 2002 com a missão de “educar para o turismo e o lazer seguro e responsável”. Motivada por uma tragédia pessoal, a fundadora  da ONG Férias Vivas, Silvia Basile explica: “o nosso foco é a prevenção e a segurança em turismo e lazer; a nossa missão, minimizar os acidentes nas viagens. Assim, o conceito da ONG Férias Vivas é o de preservar a vida humana, perseguindo o lema “com segurança você vai mais longe”.

A ONG Férias Vivas conta com o trabalho voluntário e permanente de um grupo de profissionais de turismo, e criou um portfólio de ações voltadas para a disseminação do turismo consciente. No site www.feriasvivas.org.br é disponibilizada uma biblioteca dedicada ao tema, com dicas de prevenção e segurança, artigos de gerenciamento de risco, análises sobre a legislação vigente, assim como orientações jurídicas para as famílias vítimas de acidentes.

Print Friendly, PDF & Email
(Visited 1 times, 1 visits today)