A visão de longo prazo é um componente crucial para o sucesso de empreendedores, uma vez que permite antecipar desafios, identificar oportunidades e manter a resiliência diante das adversidades. E elas, as adversidades, são muitas para quem empreende.

Em consonância com essa perspectiva, o renomado psicólogo Walter Mischel, da Universidade de Stanford, conduziu um experimento, ainda na década de 1960, em que crianças foram desafiadas a resistir à gratificação instantânea em troca de recompensas maiores – e às vezes melhores – no futuro.

Assim como as crianças que demonstraram autocontrole no experimento de Walter Mischel colheram benefícios a longo prazo, empreendedores que cultivam uma visão de longo prazo estão mais propensos a alcançar sucesso sustentável.

Essa habilidade de autocontrole permite a formulação de estratégias consistentes, construção de relações duradouras e adaptação a mudanças no cenário empresarial – o que é mais comum do que incomum na vida de empreendedores brasileiros.

Dessa forma, o empreendedor que enxerga além dos desafios imediatos está melhor “equipado” para tomar decisões ponderadas, investir em inovação e estabelecer metas ambiciosas. Essa mentalidade é alicerce para o crescimento progressivo de um negócio, evitando armadilhas de gratificações instantâneas em favor de conquistas mais significativas no futuro.

Ao conectar a visão de longo prazo ao experimento de Walter Mischel, destaca-se a analogia entre resistir às tentações momentâneas e superar os obstáculos do cotidiano empreendedor. Assim como as crianças aprenderam a adiar a gratificação para obter recompensas maiores, os empreendedores, ao manterem uma visão de longo prazo, estão construindo um alicerce sólido para o êxito duradouro de seus empreendimentos.

Ou seja, a visão de longo prazo é um fator determinante no caminho do empreendedorismo bem-sucedido. Inspirados pelo experimento do psicólogo Walter Mischel, os empreendedores podem aprender a resistir à pressão do imediatismo, investindo na construção de um futuro empresarial sólido e recompensador.

Via | Mário Quirino é especialista em desenvolvimento humano e Diretor Executivo do BNI Brasil em Mato Grosso.

Print Friendly, PDF & Email
(Visited 1 times, 1 visits today)