A MT-251 (Estrada de Chapada), na região do Portão do Inferno, está totalmente interditada, pois as condições climáticas não são favoráveis à liberação da pista:

1. A pista foi interditada na manhã de hoje, após uma vistoria realizada no local. Durante a madrugada choveu, encharcando o solo, o que tornou perigoso o trânsito no local;

2. O tráfego de veículo pode ocasionar abalo na estrutura, o que pode desencadear um deslizamento de terra e também prejudicar a estrutura do viaduto existente no trecho.; 3. Um laudo está sendo realizado, por um geólogo especialista, e deve ficar pronto até o fim do dia, onde trará a análise de como está a estrutura do entorno do viaduto por onde passam os veículos no Portão do Inferno;

4. Para conter o risco de deslizamento de terra, a Sinfra já adquiriu o material para fazer uma cortina de contenção no trecho, que já se encontra na região. Ainda não foi instalado, porque em Mato Grosso não há profissionais com essa capacitação. Está sendo viabilizada a contração de uma equipe de fora (São Paulo, Rio de Janeiro ou Minas Gerais);

5. Profissionais da Sinfra estão permanentemente no local, junto com a Defesa Civil e Polícia Rodoviária Estadual fazendo o monitoramento do trecho;
6. A preocupação nesse momento é em manter a segurança da população;

7. Para solucionar o problema, já está em contratação a empresa que fará o projeto de engenharia para a construção de um túnel nas imediações;

8. Um grupo de trabalho, composto pela Vice Governadoria, Casa Civil, Sinfra, Sesp e Secom, acompanha constantemente a situação no Portão do Inferno. A Sinfra e a Defesa Civil do Estado realizam monitoramentos e vistorias constantes para avaliação das condições da rodovia. E, a Secom atualiza e orienta a população por meio dos canais oficiais do Governo de Mato Grosso;

9. Também foram tomadas as seguintes medidas:

– Instalação de câmeras, pluviômetros e sinalização no trecho do Portão do Inferno, e de letreiro luminoso na saída de Chapada dos Guimarães e na rotatória do Manso, informando a situação da pista;

– Monitoramento 24 horas pelo Ciosp e postos de orientação da Polícia Rodoviária Estadual;

– Proibição total de tráfego de veículos pesados e, quando possível, sistema pare e siga para carros e vans de até 16 passageiros, controlado pela PRE em cerca de 1,5 km antes do trecho do Portão do Inferno;

– O local ainda passou por poda de árvores e limpeza da pista.

Via | Assessoria Foto | Marcos Vergueiro

Print Friendly, PDF & Email
(Visited 1 times, 1 visits today)