Beatriz Scher, de 30 anos, que também tem diabetes, cria modelo inédito no Brasil e no mundo onde é possível levar a bomba de insulina sem perder o estilo

Praia, piscina, sol, cachoeira… O verão começa dia 22 e as principais marcas de moda praia já lançaram suas coleções. Mas, a moda precisa ser inclusiva para atender às diversas necessidades e estilo de vida das pessoas. Pensando nisso, Beatriz Scher, de 30 anos, portadora de diabetes, lança um biquíni com um compartimento extra, como uma espécie de bolsinha removível, na mesma cor e material, para as mulheres portadoras de diabetes guardarem suas bombas de insulina; muito utilizadas para diabéticos tipo 1. “A iniciativa visa não apenas satisfazer os padrões estéticos da moda, mas proporcionar conforto e praticidade às mulheres que enfrentam o desafio diário de gerenciar a diabetes”, pontua Bia, também conhecida como Biabética, nome da sua loja virtual.

Os biquínis são confeccionados em lycra canelada, o sutiã é do modelo cortininha – o mais procurado para a tão desejada marquinha do verão – e a calcinha é de lacinho para amarrar, facilitando o ajuste ao corpo. Mas, Bia não para por aí, partindo da ideia que a funcionalidade não precisa comprometer o estilo, a carioca criou uma linha de cores vibrantes lisas ou estampadas para as bolsas térmicas, estojos, pochetes e mochilas. Tudo foi projetado para carregar a insulina com segurança. “O mais importante pra mim é que a pessoa portadora de diabetes possa se expressar através da moda. Além disso, quero contribuir para uma maior conscientização sobre as diferentes necessidades de saúde e a diversidade presente na comunidade diabética”, destaca.

Diagnosticada com a condição desde os seis anos de idade, Beatriz encontrou na internet uma comunidade de portadores da doença e, posteriormente, uma gama de clientes. Apesar de nunca ter encontrado dificuldades em se auto aceitar, Beatriz recebe relatos diários de seguidoras que tem vergonha de ir à praia ou a piscina por conta do acessório de insulina que não podem viver sem. A maneira que Bia encontrou de transmitir um pouco de sua autoestima e coragem, foi através das peças que hoje estão disponíveis em três cores: preto, laranja e rosa.

De acordo com a Federação Internacional de Diabetes, o Brasil é o 5º país com maior incidência de diabetes no mundo, com 16,8 milhões de doentes adultos – entre 20 a 79 anos.

Sobre Beatriz Scher (@biabetica):

Conhecida como a “influencer da diabetes”, a carioca de 30 anos começou a se aventurar na produção de conteúdo sobre a condição, em 2016. Diagnosticada aos seis anos com diabetes tipo 1, hoje seu objetivo é ser uma porta-voz em prol da conscientização da doença. Através do @biabetica, que conta com mais de 50 mil seguidores no Instagram, Beatriz Scher compartilha a rotina de uma pessoa com a condição, além de educar sobre tratamentos, aparelhos e tudo relacionado ao universo da diabetes. O projeto rendeu, inclusive, uma nova empreitada: a loja Biabética, e-commerce especializado em acessórios alegres e divertidos para pessoas com a condição.

Via | Assessoria Fotos | Divulgação

Print Friendly, PDF & Email
(Visited 1 times, 1 visits today)