Deputado quer adoção de medidas para redução de feminicídio na cidade

O deputado Cláudio Ferreira (PL) enviou à Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP) uma indicação para a implantação de uma Casa Abrigo estadual para mulheres vítimas de violência doméstica em Rondonópolis, a fim de buscar medidas para a redução de ocorrências de feminicídio na cidade.

De acordo com o Estudo anual das mortes violentas de mulheres e meninas ocorridas em 2022 da diretoria de inteligência da Polícia Civil de Mato Grosso, entre janeiro e dezembro do ano passado, Rondonópolis foi a cidade que mais registrou feminicídios no estado. Já nos casos de homicídios, o município ficou empatado com Cuiabá em segundo lugar, atrás apenas de Sinop.

Na indicação, Cláudio Ferreira destaca a importância das Casas Abrigos para mulheres vítimas de violência doméstica. “Este é um problema que deve ser visto com atenção pelo estado, especialmente porque coloca mulheres em situação de vulnerabilidade econômica em maior risco, pois muitas dependem financeiramente de seus agressores e não têm para onde ir após denunciar a violência”.

Além dos casos de mortes de mulheres, Rondonópolis teve o aumento de 7% nos casos de estupros nos últimos 10 meses, segundo dados da Sesp.

As Casas Abrigos são locais de apoio e segurança para mulheres que são vítimas de violência doméstica ou são ameaçadas. Após o encaminhamento, as mulheres podem residir por um período inicial de 90 dias até terem as condições necessárias para recomeçar suas vidas. Os locais são sigilosos e oferecem apoio não apenas às mulheres, mas também às crianças em situação de risco iminente.

Via | Assessoria Foto | Divulgação

Print Friendly, PDF & Email
(Visited 1 times, 1 visits today)