Compartilhe!

Atividade física em conjunto com acompanhamento médico é essencial para evitar a doença

A trombose acontece quando ocorre a formação de um coágulo sanguíneo, que bloqueia o fluxo de sangue dos membros inferiores, como a perna e coxa, causando inchaço e dores na região. Uma mudança simples na rotina, como começar a praticar exercícios físicos mesmo dentro de casa, já pode ser o suficiente para evitar a doença. Segundo um estudo da SBAVC – Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, cerca de 113 internações diárias acontecem por conta da trombose. 

Para o cirurgião vascular e membro da SBAVC, Dr. Márcio Steinbruch, é altamente recomendável que as pessoas que passam muito tempo sentadas em casa ou no trabalho, separem uma hora do dia para a prática de exercícios físicos. “Quanto mais tempo ficar com as pernas paradas, maior será o risco da formação de um coágulo nas veias. Os exercícios físicos, mesmo que caseiros, farão com que o fluxo sanguíneo nas pernas seja maior, assim, o risco de um coágulo aparecer diminui bastante”, comentou.  

Na academia, se exercitar em bicicleta ergométrica e esteira é muito eficaz para aumentar o fluxo sanguíneo dos membros inferiores, assim como caminhadas e corridas na rua. Dentro de casa, a pessoa pode fazer alongamentos e pequenas caminhadas, sempre evitando ficar mais de 2 horas com as pernas paradas. Para evitar a formação de coágulos, também é possível trocar de posição, subir e descer os pés forçando a panturrilha e esticar as pernas.

“A prática de atividades físicas é essencial, mas é indispensável que as pessoas façam exames de rotina e acompanhamento com um profissional e não esperem para fazer isso apenas quando houver o aparecimento de algum sintoma, pois a trombose é uma doença grave, que pode até mesmo acabar gerando uma embolia pulmonar”, explicou Steinbruch.

Diversos fatores podem ser responsáveis por causar a trombose, como genética, medicamentos, obesidade, fraturas, pouca ingestão de água, falta de movimento nas pernas e qualquer outro problema que aconteça nas veias dos membros inferiores. As pessoas podem perceber formigamento, por conta do baixo fluxo sanguíneo, além de sensação de calor nas pernas, dor, inchaço e vermelhidão. 

Sobre o especialista: Dr. Márcio Steinbruch – formado pela Universidade de São Paulo (USP), é médico com especialização em cirurgia vascular pelo Hospital das Clínicas da FMUSP, além disso, possui título de especialista pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular e é membro efetivo da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular. Curta as redes sociais do médico: Instagram: @livredevarizes e Facebook.com/marcio.steinbruch e acesse o site: www.livredevarizes.com.br/.

Via | Assessoria Foto | Freepik

Deixe o seu comentário!
(Visited 1 times, 1 visits today)