Agentes da Polícia Civil participam de palestras sobre ambiente virtual mais seguro e confiável

Policiais civis de diferentes delegacias da Capital e do interior do de Mato Grosso participam, nesta quarta e quinta-feira (27 e 28.09), do 1º Workshop “Fraudes Bancárias e Investigação Financeira”, promovido pela Academia de Polícia Civil (Acadepol).

A capacitação, realizada no auditório do Detran-MT, reúne cerca de 80 policiais civis, com objetivo de promover a integração entre os setores de segurança das plataformas digitais de e-commerce e das instituições financeiras, buscando garantir um ambiente virtual mais seguro e confiável para todos os usuários.

As palestras serão ministradas por profissionais renomados no campo da segurança digital, representantes de instituições financeiras, empresas de e-commerce e especialistas em crimes cibernéticos, proporcionando uma visão holística dos desafios enfrentados no mundo digital.

O evento foi planejado diante da crescente expansão do comércio eletrônico, que trouxe, junto de inúmeros benefícios à sociedade, grandes desafios relativos à segurança cibernética e prevenção de fraudes. 

Serão debatidas táticas e técnicas utilizadas por criminosos digitais, assim, qualificando os servidores para combater efetivamente as ameaças presentes no ambiente eletrônico.

O diretor da Acadepol, Fausto José Freitas, destacou que a grande adesão de policiais ao evento demonstra o interesse da Polícia Civil pelo tema e a importância do assunto para a instituição.

“Pensamos em trazer um formato de capacitação em que pudéssemos debater o assunto dentro da instituição junto a parceiros da iniciativa privada, especialistas na área de segurança e fraudes de instituições bancárias e outras empresas. A ideia é enriquecer o debate com especialistas que estão na outra ponta do problema, com suas expertises e visão externa de como podemos buscar as melhores soluções”, destacou.

A delegada-geral, Daniela Silveira Maidel, frisou que o momento em que vivemos, a evolução e a rapidez do meio virtual, trazem, além de muitos benefícios e privilégios, também a necessidade de muita responsabilidade na prevenção e combate aos crimes cometidos por meio do ambiente digital.

“Hoje, todo mundo conhece alguém que já foi vítima de algum tipo de situação prejudicial ou crime cometido pela internet. É importante que a Polícia Civil esteja preparada de ponta a ponta, buscando capacitar todos os servidores, até mesmo os das unidades mais distantes, para que o atendimento seja exatamente o mesmo e para estarmos preparados para atender esse desafio”, disse.

O secretário adjunto de Segurança Pública, Héverton Mourett de Oliveira, ressaltou que, mesmo diante dos investimentos e recursos empregados pelo Governo nas instituições de Segurança Pública, existe uma ferramenta muito mais importante para as respostas à sociedade, que são os servidores.

“Além do papel de formar o profissional, as academias de formação, no caso a Acadepol, tem um papel muito mais profundo, que é o de observar as necessidades de repressão em termos de violência e prática de crimes. As academias precisam estar atentas ao problema que está cada vez mais latente e tem incomodado a sociedade como um todo, para poder capacitar os seus policiais”, destacou.

Via | Assessoria Fotos | Divulgação

(Visited 1 times, 1 visits today)