Executivo, Legislativo e Ministério Público se fizeram presentes, nesta segunda-feira (27), na sala de reuniões do Paço Municipal, para encaminharem a conclusão de um projeto – a cessão do terreno que abrigará o Complexo de Saúde da cidade, onde serão construídos o Hospital Universitário da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), o Centro de Apoio e Diagnóstico de Câncer (que será uma unidade do Hospital do Amor), e, ainda, o Hospital Filantrópico da Fundação Santa Rosa, além de mais uma unidade hospitalar, cuja construção ficará a cargo do Governo do Estado de Mato Grosso.

“Eu liguei hoje, de forma institucional, para o presidente da Câmara, vereador Júnior Mendonça, convidando-o para vir aqui para que eu entregue o Projeto de Lei a ele para ser votado com urgência, porque o governador Mauro Mendes se colocou à disposição para ser um grande colaborador nessa caminhada”, iniciou o líder do Executivo local. Fruto de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), o polo de saúde teve origem a partir de  uma conversa com a Promotoria Geral, conforme relembrou o gestor, que aproveitou para manifestar sua gratidão: “Quero agradecer o Ministério Público, porque nós conseguimos negociar uma área de 12 hectares, através de um termo de ajustamento de conduta. Em entendimento com o Ministério Público, decidimos fazer um complexo de saúde nesse local”. A estrutura será erguida ao lado do Centro Político e Administrativo da cidade, que vai se localizar aos fundos da UFR. Pátio também anunciou que as vias do Polo de Saúde vão prestar homenagens aos profissionais da saúde que morreram durante o período da pandemia de coronavírus empenhando-se em curar aqueles que estavam contaminados pela doença: “As ruas do Complexo vão ter nomes de técnicos de enfermagem, enfermeiros, médicos que faleceram na linha de frente da Covid. E também vamos fazer um memorial lá para lembrarmos desses trabalhadores que se foram nesse período tentando salvar vidas”. Devido à importância do tema, Júnior Mendonça garantiu que o Projeto de Lei (PL) será avaliado com celeridade e posto em votação já na quarta-feira (29) desta semana. Participaram da reunião, além de representantes da Procuradoria Municipal e integrantes da Administração Municipal, as secretárias de Saúde, Izalba Diva de Albuquerque, de Habitação e Urbanismo, Huani Rodrigues, de Governo, Ione Rodrigues dos Santos, os promotores de Justiça, Joana Maria Bortoni Ninis e Ari Madeira, o presidente da Câmara de Vereadores, Júnior Mendonça, e a presidente da Comissão da Saúde da Casa de Leis, Marildes Ferreira, entre outros edis.
Via | Assessoria   Foto | Wheverton Barros
(Visited 1 times, 1 visits today)