Atenta aos cuidados que a população deve adotar para cultivar uma vida com qualidade, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realiza, desde março, nas diversas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da cidade, a verificação do cumprimento das condicionalidades pelos beneficiários do Programa Auxíio Brasil.

Assim, a Saúde chama aqueles que estão incluídos no programa e ainda não se dirigiram a um posto de saúde para a checagem dos dados, para que procurem a UBS mais próxima de sua casa para realizarem o acompanhamento obrigatório das condicionalidades de saúde.

“Começamos esse trabalho no início do ano e estaremos recebendo as famílias enquadradas no Auxílio Brasil até 20 de maio nas UBSs para checar se os critérios estão sendo preenchidos e se os beneficiários estão realizando as atividades necessárias para estarem inclusos no programa. O público-alvo é composto por crianças de zero a sete anos e mulheres até 44 anos, especialmente as gestantes”, explica a técnica do Programa Auxílio Brasil da SMS, Ester Martins dos Santos Alves.

Ao comparecer à unidade de saúde, o responsável pela família deve levar o cartão do Auxílio Brasil ou o Número de Identificação Social (NIS), além da caderneta de vacina das crianças. No caso das grávidas, elas também devem apresentar a caderneta de gestante.

“Essa é uma forma do Município cuidar desses beneficiários e conferir se esse público específico está realizando a contrapartida que lhes cabe, que é utilizar os serviços que a Prefeitura lhes disponibiliza na área da Saúde. Então, nas UBSs serão observados a vacinação das crianças e o pré-natal das gestantes, que ainda serão pesados e terão suas alturas medidas”, lembra a técnica.

Entre os requisitos para o recebimento do Auxílio Brasil está o comparecimento à unidade de saúde para acompanhamento. “É importante que esses beneficiários estejam atentos e tenham disciplina pra realizar as atividades pertinentes aos cuidados com a saúde que o Poder Público oferece, não apenas porque é uma forma de cuidar de si mesmos e das suas famílias, mas porque é uma obrigação que eles assumem com o Governo quando são aprovados para receberem o benefício”, assinala Ester.

Quaisquer dúvidas podem ser sanadas pelos telefones 3410-0213 e 3410-0218.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta