Tem para todos os gostos e é uma das delícias quase que indispensáveis no cardápio dos brasileiros. O sabor especial do chocolate é resultado de um longo processo que se inicia no cultivo do cacau. De acordo com a pesquisa realizada, no último ano, pela Mestre em Economia Rural e Engenheira Agrônoma, Maria Simone de Castro Pereira Brainer, o maior produtor mundial do fruto é a Costa do Marfim. O Brasil ocupa a sétima posição no ranking. Um dos fatores que influenciam nessa condição é o clima, já que o cacaueiro é cultivado no calor e na umidade.

Para compreender como o chocolate chega pronto nas prateleiras para os consumidores é necessário falar sobre o processo. A nutricionista do Fort Atacadista, Letícia Tizziani, explica que existem três tipos de cacau: forasteiro, crioulo e trinitário.

“Ao contrário do que muito se pensa, o fruto não tem sabor, cor e cheiro de chocolate. O aroma é floral e por dentro o cacau é branco, parecido com a fruta do conde. Já a polpa é violeta, sua coloração também não se assemelha aos tons de marrom do chocolate”.

Letícia complementa que a transformação inicia na fermentação. “Esse processo dura cerca de sete dias. Alguns especialistas recomendam virar o cacau a cada 24 horas. Depois inicia a secagem e, por fim, o cacau é armazenado e comercializado em sacas”. Há quatro classificações para o fruto: fino, tipo 1, tipo 2 e o fora de tipo. “No último caso, a separação ocorre pela baixa qualidade. Quando o fruto está violeta é porque não passou pelo processo completo de fermentação”, afirma.

O cacau ainda passa pelo processo de torrefação, que preserva a temperatura ideal. A etapa mais esperada acontece depois de descascar a semente. “Basta moer o nibis, que é o que resta quando removemos a casquinha, e o resultado é mágico: temos a massa de cacau. Já a produção do chocolate varia conforme a porcentagem de massa e açúcar adicionados. Para finalizar, é indispensável temperar o chocolate, colocá-lo em formas e resfriar até se solidificar”, explica a nutricionista.

A praticidade de comprar o chocolate pronto também se torna um desafio para o consumidor. De tantas opções, qual tem melhor qualidade? Letícia destaca que uma excelente alternativa é apostar nos chocolates produzidos com mais de 70% de cacau. “Estimulam o sistema nervoso e melhoram a memória. Se o teor de cacau for maior de 85% também será um aliado da saúde emocional, pois reduz a ansiedade, a insônia, a fadiga e as dores de cabeça, além de aumentar a criatividade e a energia”.

Outra dica importante é a quantidade. “Lembrando que o consumo deve ser moderado. O ideal é ingerir, no máximo, entre 10 a 15 gramas por dia. Também é importante evitar os chocolates que possuem menos cacau e mais açúcar. Esse é o principal vilão do organismo. É possível adoçar a vida com menos açúcar. Quanto mais teor de cacau o chocolate tiver, mais trará benefícios para a saúde, inclusive melhorando o humor. Basta comer três quadradinhos e ficamos mais felizes”, afirma a nutricionista.

SOBRE O GRUPO PEREIRA

Fundado em 1962, na cidade de Itajaí, em Santa Catarina, o Grupo Pereira celebra em 2022 seus 60 anos de história. Com 16 mil funcionários e 800 representantes comerciais autônomos nos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Santa Catarina, São Paulo e no Distrito Federal, o Grupo Pereira tem 93 unidades de negócio, sendo 28 lojas do Comper (rede de supermercados), 47 lojas do Fort Atacadista (atacarejo), sete filiais do Atacado Bate Forte (atacadista de distribuição), 10 lojas SempreFort (varejo farmacêutico) e um posto de combustível. Completando o ecossistema de soluções para o cliente, também fazem parte dos negócios do Grupo Pereira o braço logístico Perlog e o de serviços financeiros Vuon, que inclui o private label Vuon Card, com mais de 610 mil cartões emitidos, além de seguros e assistência odontológica.

Com a missão de oferecer uma experiência de compra positiva por meio de excelência no relacionamento com clientes, fornecedores e funcionários, o Grupo Pereira colabora com a sociedade por meio de diferentes programas socioambientais.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta