O programa Olho Vivo, da TV Cidade Verde, trouxe detalhes exclusivos das investigações da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil.

De acordo com a reportagem, Ruana Sabrina de Freitas, 29 anos, acusada de forjar o próprio sequestro para conseguir colocar a mão no dinheiro do seguro de uma Toyota Hilux, teria montado a trama para pagar a dívida do suposto amante com uma facção criminosa.

A mulher também tinha como objetivo extorquir o próprio marido. As informações exclusivas são do repórter Giovani Júnior, o “Homem do Chapéu”. Segundo o jornalista, o amante da mulher teria uma rixa com o ex-patrão, marido de Ruana, por ter sido demitido recentemente. A ideia era conseguir recursos para pagar uma dívida com criminosos.

Durante o “sumiço”, a empresária dormiu com amante em um motel da Estrada do Moinho, na Capital.

Ele teria deixado local na quinta-feira (02) pela manhã a pé, enquanto Ruana saiu do local de caminhonete Toyota Hilux, a mesma que afirmou ter sido roubada durante o suposto sequestro.

Em entrevista preliminar com os investigadores, ela entrou em contradição várias vezes. Conduzida à GCCO para prestar depoimento, ela acabou confessando, durante o interrogatório, que forjou o sequestro e o roubo do veículo.

“Ela contou ainda que o objetivo era comercializar a camionete no mercado clandestino e depois receber o valor do veículo da seguradora”, explicou o delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira.

Porém, na manhã desta sexta-feira (03), a acusada teria mudado a versão e contado sobre o amante e a dívida ao delegado.

Em entrevista à TV Cidade Verde, ela disse que foi obrigada praticar o crime.

Conforme o delegado Vitor Hugo, a investigação continua para prender os demais envolvidos nos crimes.

O veículo foi apreendido e a mulher autuada em flagrante por falsa comunicação de crime e estelionato. Após o interrogatório, ela foi levada para a sede da Polinter e depois encaminhada para audiência de custódia no Fórum de Várzea Grande.

Ruana Sabrina foi presa em flagrante, mas solta por decisão da Justiça nesta tarde.

Via | RMT
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta