Professor de Enfermagem da Unic dá dicas de como prevenir doenças comuns das estações mais frias do ano

O início do outono marca também o início da temporada de doenças respiratórias. A chegada da estação, com baixa umidade relativa do ar e oscilações de temperatura, faz com que os poluentes na atmosfera aumentem, elevando também o risco de doenças como gripe, resfriados, asma, sinusite, bronquite e pneumonia. Segundo o Hospital do Coração de São Paulo (HCor), o aumento nesse tipo de atendimento chega a 40% nessa época do ano. Em tempos de pandemia de Covid-19, doença que ataca principalmente o sistema respiratório, é preciso estar atento a esses sintomas e saber diferenciar a Covid-19 e doenças sazonais.

Covid-19 e outono: fatores de risco

“O outono de 2021 começa em um dos momentos mais críticos da pandemia do coronavírus e a população precisa tomar alguns cuidados para evitar a contração da Covid-19 e doenças sazonais que podem ser confundidas com ela”, explica o coordenador do curso de Enfermagem da Unic, Hozanah Nunes Sousa. De acordo com o professor, as temperaturas mais baixas fazem com que as pessoas mantenham as janelas das casas, veículos e transporte coletivo fechadas, aumentando o risco de contaminação pelo coronavírus. A variação de temperatura e as mudanças nos índices de umidade e poluição do ar também modificam a maneira como o nosso corpo se comporta. “Em temperaturas baixas, os vasos sanguíneos do nariz ficam contraídos e isso dificulta a limpeza das vias respiratórias pelo batimento ciliar, aumentando a chance de o vírus e outros organismos que podem causar diversas doenças entrarem pelo nariz”, continua.

Como se prevenir?

“A melhor maneira de prevenir doenças respiratórias é evitar locais com muita fumaça e poeira, se hidratar, fazer a higienização correta das mãos e manter os ambientes sempre arejados, apesar das temperaturas baixas. Alimentação saudável e exercícios físicos também são essenciais para aumentar a imunidade e prevenir a entrada de organismos causadores de doenças respiratórias”, finaliza o professor da Unic.

UNIC

Fundada em 1988, a Unic foi a primeira instituição privada de ensino superior no Mato Grosso e é uma das universidades mais conhecidas e tradicionais da região, tendo formado milhares de alunos nos cursos presencias e a distância. Com unidades em várias cidades do estado e representatividade em diversos campos de atuação, a instituição oferece cursos de extensão, graduação, pós-graduação lato sensu, além de programas de mestrado e doutorado. De portas abertas para a comunidade, a instituição presta inúmeros serviços gratuitos à população por meio das Clínicas-Escola na área de Saúde e Núcleos de Práticas Jurídicas, locais em que os acadêmicos desenvolvem os estudos práticos. Focada na excelência da integração entre ensino, pesquisa e extensão, a Unic oferece formação de qualidade e tem em seu DNA a preocupação em compartilhar o conhecimento com a sociedade também por meio de projetos e ações sociais. Em 2010, a Unic passou a integrar a Kroton. Para mais informações, acesse: http://www.unic.br.

Sobre a Kroton

A Kroton, que faz parte da holding Cogna Educação, uma companhia brasileira e uma das principais organizações educacionais do mundo, atende ao mercado B2C do Ensino Superior, levando educação de qualidade em larga escala. Presente em mais de 1.200 municípios em todo Brasil, a companhia conta com 126 unidades próprias, 1.673 polos de ensino a distância e mais de 817 mil estudantes, sob as marcas Anhanguera, Fama, Pitágoras, Unic, Uniderp, Unime e Unopar. Transformar a vida das pessoas por meio da educação, formando cidadãos e preparando profissionais para o mercado, é a missão da instituição, que trabalha para continuar concretizando sonhos em todos os cantos do país. Para mais informações acesse: http://www.kroton.com.br
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta