Alimentação muito restrita pode causar deficiência de nutrientes que mantêm o sistema imunológico em dia, segundo especialista

Se você quer perder alguns quilinhos e está pensando em começar uma dietra restritiva, melhor mudar de ideia — pelo menos por enquanto —, pois isso pode te deixar mais sensível ao coronavírus.

Segundo a nutricionista Thaynara Fernandes, o momento que o mundo vive, de enfrentamento à pandemia, não é o adequado para limitar a alimentação, pois o sistema imunológico pode ser afetado.

“Quando fazemos dietas restritivas, estamos limitando algum tipo de nutriente no organismo. Dietas hipocalóricas, especialmente abaixo de 1000kcal, são imunosupressoras [reduzem as reações imunológicas do organismo]. Se tratando de redução dos carboidratos (bastante comum em dietas de emagrecimento), pode acontecer a piora do sistema imunológico. Quando falamos de proteínas, elas fornecem os aminoácidos que vão movimentar nosso sistema imune”, explica. “Resumindo: não é hora de fazer dieta”, destaca a profissional.

Thaynara afirma que todos, sendo do grupo de risco ou não, devem agir da mesma forma no que diz respeito à alimentação: ingerir frutas e legumes alaranjados, que fornecem carotenóides que auxiliam no sistema imunológico, e caprichar nos alimentos fonte de vitamina C, como limão, laranja, acerola, kiwi, camu camu. “Como tempero, abuse do alho, cebola e gengibre que possuem compostos bioativos que melhoram o sistema imunológico como um todo”, diz.

Para quem quiser dar um ‘up’ no sistema imunológico e, assim, reforçar a prevenção contra o vírus, a nutricionista recomenda extrato de própolis. “Especialmente o verde, tem ação antiviral. Como o coronavirus é um tipo de vírus, pode colaborar indiretamente”.

Fonte | R7  Foto | Freepik

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *