Polícia Civil explicou que, como o suspeito se apresentou espontaneamente, a legislação não permite o auto de prisão em flagrante.

O homem que foi preso suspeito de ter matado a mulher dele em Paranatinga, a 411 km de Cuiabá, foi ouvido e liberado pela Polícia Civil. O crime ocorreu na segunda-feira (24) e ele foi solto no mesmo dia.

José Rodrigues de Oliveira, de 42 anos, confessou que matou Joana Paula Vieira Rodrigues, de 45, depois que flagrou a vítima na cama com um amante.

A Polícia Civil divulgou nota à imprensa nesta quinta-feira (27) explicando que, como o suspeito se apresentou espontaneamente, a legislação não permite o auto de prisão em flagrante.

Por conta disso ele foi interrogado pelo delegado plantonista e liberado.

José assumiu que matou a companheira a facadas. Joana levou facadas no pescoço e nas mãos. O homem contou à polícia que trabalhava numa fazenda e teria descoberto uma suposta traição e que por isso voltou para a cidade e cometeu o crime.

Joana nem chegou a ser socorrida e morreu em casa. Logo depois de cometer o crime, José procurou uma empresa perto da residência e pediu que chamassem a polícia.

Imediatamente confessou que matou a companheira e levou a polícia no local. Mesmo estando solto, a Polícia Civil disse que um inquérito policial está aberto.

Fonte | G1  Foto | Arquivo Pessoal

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *