Dupla de moto está a solta em Juscimeira (157 Km ao Sul de Cuiabá) executando a tiros aleatoriamente diversas vítimas desde a noite desta terça-feira (28), na região central da cidade e também em bairros.

A polícia não descarta que estejam praticando atentados, para “limpar” a cidade. Mas ainda desconhece a motivação dos crimes.

As vítimas fatais já confirmadas são Geanson Aparecido Coelho, 36, Alex Galvão de França, 35, e Levi Lima Miranda, 47. São andarilho, usuário de drogas e portador de doença mental.

Ainda não há informações precisas sobre o estado de saúde da quarta vítima – Orivaldo Aparecido Coelho, 20. Ele está alvejado, mas sobreviveu e foi internado em estado grave no Hospital Regional de Rondonópolis, cidade mais próxima onde tem UTI.

Quando a polícia pensou que a série de homicídio já tinha terminado, obteve a informação de que o corpo de uma quinta vítima, mais um homem, foi encontrado, na manhã desta quarta-feira (29) na garagem de uma casa.

As demais vítimas foram executadas na rua ou perto de casa.

Os motoqueiros continuam circulando e ainda não foram identificados, para terror da população de Juscimeira que está em pânico. A cidade é pequena, tem pouco mais de 11 mil habitantes e não tem histórico deste tipo de violência.

Não se sabe qual a placa da moto e nem a identificação dos suspeitos.

O investigador Kleverson Hanse, da equipe do delegado Bruno Abreu, que conduz o inquérito do caso, informa que ainda é cedo para saber qual o motivo das execuções, mas que estão todos assustados.

“Quem não ficaria mediante dois motoqueiros loucos, disparando para todo lado”, diz o investigador.

A Polícia Judiciária Civil já encaminhou à Juscimeira equipes de reforço da Delegacia de Homicídio e Proteção á Pessoa (DHH) e do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (GARRA) de Rondonópolis.

A Perícia está trabalhando nas cenas dos crimes e os corpos estão sendo encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Rondonópolis para exame de necropsia.

 

Fonte | Gazeta Digital

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *