Sem receber repasses do governo do estado há meses, enfrentando paralisação do corpo clínico, fechamento da UTI pediátrica e falta de materiais e medicamentos, a Santa Casa de Rondonópolis lançou uma campanha para arrecadar fundos, visando auxiliar o custeio dos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) que são oferecidos no hospital.
A campanha #Doarfazbem, disponibiliza na internet uma vaquinha online. Com 46 dias restantes da campanha, que tem como meta arrecadar R$ 5 mil reais, pouco mais de R$ 200 foram doados.
Na campanha, histórias de doações da população para com o hospital são reforçadas. Foram lembrados o caso de um senhor que após receber alta da ala de oncologia doou um cheque de R$ 1.500, uma senhora que após a alta da mãe doou alimentos por três meses, uma criança que doou fraldas arrecadadas entre os convidados como presente em seu aniversário e uma mulher que, após o pai receber alta da UTI, doou um cobertor para um dos leitos.
Conforme informou a Santa Casa, a campanha foi criada com o objetivo de despertar a sociedade para a importância da solidariedade e generosidade, principalmente no que se refere às organizações da sociedade civil que estão necessitando de apoio para continuar atuando no interesse público.
A falta de repasses por parte do governo do estado não é o único problema do hospital. A defasagem da tabela SUS e os cortes nos recursos repassados pelo governo para procedimentos de Média e Alta Complexidade (MAC) também afetam drasticamente as contas da unidade. Diante disso, o hospital se mobiliza para captar investimentos sociais das mais diversas fontes.
Os recursos adquiridos na campanha #Doarfazbem serão utilizados para ajudar nas despesas do dia a dia. Além desta, existem várias outras formas de ajudar nossa instituição. Doações de brinquedos para a brinquedoteca, de tecidos para confecção de lençóis, fraldas, alimentos, dentre outros. Todos os produtos que possam contribuir com o atendimento hospital de qualidade são bem vindos. Os interessados em colaborar podem entrar em contato com a Santa Casa, pelo telefone (66) 3410-2700.
A Santa Casa de Rondonópolis foi fundada em 1971 e é referência no atendimento à saúde para 19 municípios da região Sudeste de Mato Grosso, o que corresponde a uma média de aproximadamente 600 mil habitantes. O hospital tem hoje 242 leitos ativos, sendo que destes, 165 leitos são disponibilizados para pacientes do SUS. Por tratar-se de instituição filantrópica, a maior garantia de sustentabilidade vem de recursos públicos e de doações.
Para se ter uma ideia da crise enfrentada pelo hospital, no mês de junho entre os valores a receber e os valores a pagar, o hospital fechou a conta com deficit de R$ 6,9 milhões. No caso da receita hospital e custos, o saldo fechou negativo em pouco mais de R$ 877 mil. A situação, se repete praticamente todos os meses.

Fonte | A Tribuna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *