O que é microfisioterapia?

A Microfisioterapia é uma técnica de terapia manual que consiste em identificar a causa primária de uma doença ou sintoma e estimular a auto-cura do organismo, para que o corpo reconheça o agressor (antígeno) e inicie o processo de regeneração(cura). Uma agressão ou momento indesejável primária passado por qualquer pessoa em qualquer idade deixa traços (cicatrizes) que atrapalham o funcionamento das células, esses traços ficam guardados na memória do tecido, por uma deficiência do sistema imunológico que não conseguiu eliminar o agressor.

O Sistema imunológico humano é capaz de adaptar-se, defender-se e corrigir eventos agressivos , como acidentes, dores, perdas, viroses, resfriados, enfim, agressões físicas e/ou emocionais. Quando essas agressões ultrapassam a capacidade de defesa do organismo, a vitalidade do corpo é alterada e surge a doença.

A Microfisioterapia busca saber qual é a causa do desequilíbrio, ou doença ,e em que fase da vida ocorreu, através de micro palpações. Desse modo o paciente pode assimilar e eliminar o trauma ou agressor responsável pela origem dos sintomas, que pode ser tóxico, físico ou emocional. É preciso então identificar porque o corpo está escolhendo este caminho e quando entendemos realmente o que está acontecendo (qual a causa?), temos mais chance de caminhar para a cura.

A técnica foi desenvolvida na França em 1983 pelos fisioterapeutas e osteopatas Daniel Grosjean e Patrice Benini. Seu embasamento teórico iniciou pelos estudos da embriologia, filogênese e ontogênese. Com essas informações desenvolveram mapas corporais específicos (similares aos meridianos da Medicina Oriental) e gestos manuais específicos e suaves que permitem identificar a causa primária de uma doença ou disfunção, promovendo assim o equilíbrio e manutenção da saúde.

Em 1984 foi fundada a Associação Internacional de Microfisioterapia com sede na França (A.C.D.M.) que regulamenta e incentiva o estudo contínuo da técnica e promove congressos internacionais para atualizações.

Dúvidas Freqüentes

Posso realizar o tratamento com a Microfisioterapia simultaneamente a outras terapias? 
Sim. A Microfisioterapia pode ser realizada simultaneamente a outros tratamentos, sejam eles físicos ou psíquicos, como outras técnicas fisioterápicas ou tratamento medicamentoso.

Quando devo procurar o tratamento através da Microfisioterapia? 
Sob aspecto terapêutico, você deve procurar a Microfisioterapia quando sentir que algum órgão não está funcionando muito bem (constipação intestinal, gastrite , azia, problemas urogenitais, etc.), quando algum tipo de dor aparecer (lombalgia, ciatalgia , cervicalgia, etc.), e/ou quando detectada alguma instabilidade emocional (depressão, ansiedade, tristeza, aperto no peito, etc.). É importante ressaltar que a Microfisioterapia também é uma técnica preventiva e que promove a saúde e o bem-estar. Portanto, se você não se encontra numa condição de bem- -estar, você apresenta indicação para a técnica, pois existe algum desequilíbrio no seu organismo.

Se não tenho dores, posso me submeter às sessões de Microfisioterapia? 
A Microfisioterapia não é somente uma técnica terapêutica, ela também pode atuar de forma preventiva ou curativa. Além das dores, a Microfisioterapia trata também os aspectos emocionais e orgânicos (ansiedade, irritabilidade, alteração de humor, distúrbio do sono, etc.).

A Microfisioterapia pode aliviar quais problemas?
Grande parte dos sintomas e doenças se deve a pequenas disfunções que se acumulam durante a vida e acabam enfraquecendo o organismo. Tais disfunções podem ter como causa frustrações, perdas, abandonos, traumas durante a gestação, intoxicações e também um componente hereditário. A Microfisioterapia auxilia o corpo na eliminação dessas “cicatrizes” e na reconstituição do organismo, eliminando os vestígios emocionais e traumáticos. Vários problemas de saúde podem ser melhorados através da Microfisioterapia.

Indicação: 
• Alterações respiratórias e de pele, alergias;
• Enxaquecas;
• Depressão;
• Distúrbios do sono;
• Distúrbios hormonais ou sexuais;- Distúrbios alimentares, do metabolismo, peso;
• Síndrome do pânico;
• Alteração no funcionamento dos órgãos, gastrointestinais (constipação, azia, etc.);
• Traumas emocionais (perdas, abandonos, separações, etc.);
• Dores físicas (lombalgias, ciatalgias, cervicalgias, fibromialgia, etc.);
• Traumas físicos (entorses, contusões, luxações, acidentes, etc.);
• Ansiedade, depressão;
• Fobias/Medos;
• Problemas escolares;
• Falta de atenção e concentração;
• Hiperatividade;
• Agressividade;
• Problemas urogenitais;
• Prevenção de doenças;

É indicada para qualquer pessoa, independente da patologia ou idade, portanto todos podem se beneficiar.

Não se opõe a Medicina, Psicologia, Psiquiatria ou a Fisioterapia, atua complementando esses tratamentos e também de forma preventiva ou curativa aos sintomas dos pacientes explica Dra Katiuscia Soares Wurzius.

Fonte | Revista Saúde por Dra. Katiuscia Soares Wurzius

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *