O suspeito invadia as residências, agredia e torturava as vítimas exigindo objetos de valor e dinheiro

Um criminoso de alta periculosidade, envolvido em uma série de roubos a residências de idosos, em que as vítimas eram agredidas e torturados, teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, nesta quinta-feira (07.07), em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG).

Um dos crimes ocorreu no dia 22 de junho, quando o suspeito arrombou a janela da casa de um idoso no bairro Nova Várzea Grande, invadiu a residência e ficou aguardando a vítima. Quando a vítima chegou, por volta das 18 horas, o suspeito a agrediu com uma rasteira e em seguida ameaçou o idoso com uma faca, exigindo o dinheiro do cofre.

Mesmo a vítima falando que não tinha dinheiro e que era apenas um professor idoso, o criminoso não acreditava e continuava torturando a vítima. Durante a ação criminosa, o suspeito pegou o telefone da vítima e ligou para um comparsa, dizendo que consegueria subtrair apenas a televisão, o celular e um anel.

Não contente com o resultado da ação criminosa, no dia 26 junho, quatro dias após o primeiro roubo, o suspeito aproveitou o momento em que o idoso retornava para casa e novamente o atacou, dessa vez, com golpes de porrete, o levando para dentro da residência.

No local, o suspeito mais uma vez iniciou uma série de agressões contra a vítima e durante todo tempo que permaneceu na casa, o suspeito torturou o idoso, exigindo dinheiro e falando com um comparsa pelo telefone. Neste segundo roubo, o suspeito subtraiu o notebook utilizado pelo professor para trabalhar e um celular que ele havia emprestado, uma vez que o criminoso já havia subtraído o seu aparelho.

Outro casal de idosos também foi vítima do criminoso, em um roubo ocorrido no dia 25 de junho no bairro Nova Várzea Grande. Uma das vítimas sofre de mal de Parkinson. Na ocasião, o suspeito pulou o muro da casa e ficou esperando uma das vítimas chegar.

Assim que desceu do veículo, a vítima foi rendida pelo criminoso que lhe aplicou uma gravata e a levou para dentro de casa. A senhora foi mantida refém dentro da residência, ocasião em que o suspeito subtraiu joias, cartões bancários, e celulares, também usando o celular da idosa para falar com o comparsa.

O suspeito possui condenação pela prática de roubo e estava em liberdade mediante uso de tornozeleira eletrônica, porém há muito tempo havia rompido o dispositivo e continuava praticando os roubos.

Segundo a delegada da Derf-VG, Elaine Fernandes de Souza, desde a comunicação dos fatos, a equipe de investigadores da especializada teve um comprometimento muito grande na investigação dos roubos e não pararam as diligências até conseguir prender o autor, uma vez que havia um temor muito grande que ele praticasse um latrocínio contra os idosos.

“Foi uma prisão importante, uma vez que é um criminoso extremamente perigoso, que não apenas invadia e roubava os idosos, mas também agredia as vítimas fisicamente, deixando uma delas muito machucada. Certamente se continuasse atuando com o mesmo modo de ação, poderia acabar matando um idoso”, disse a delegada.

O comparsa do suspeito já foi identificado e as investigações da Derf-VG seguem em andamento para realizar a sua prisão.

Via | PJCMT   Foto | PJCMT
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta