A Prefeitura de Rondonópolis por intermédio da SMS e o Departamento de Saúde da Família, seguem com o Programa de Planejamento Familiar, através de palestras educativas/orientativas, oportunizando aos casais com muitos filhos que por ventura queiram fazer o planejamento familiar, bem como os casais que ainda não tenham, que o façam através do programa, que possibilita acesso a meios e métodos contraceptivos, incluindo cirurgias de laqueadura para as mulheres e, vasectomia para os homens.

Conforme o médico ginecologista Dr. Cristiano Barbosa Queiroz, do Hospital da Mulher, o programa de planejamento familiar é um conjunto de ações regidas por uma lei de 1996. É um grupo multidisciplinar do atendimento básico à saúde, que presta orientações aos casais que desejam ter filhos, bem como aos que já tem uma prole mais numerosa e desejam parar.

O programa inclui acesso a diversos métodos contraceptivos de interrupção (esterilização) como também, mecanismos de estímulo à concepção planejada.

O médico diz que nas palestras, os casais têm a possibilidade de esclarecer dúvidas, e se informarem sobre as inúmeras possibilidades contraceptivas, como os já conhecidos preservativos masculinos e femininos (camisinhas), pílulas anticoncepcionais, e os dispositivos contraceptivos intrauterinos (DIU) e ainda as laqueaduras e vasectomias.

SEM FILAS
O médico ressalta que o programa praticamente não tem fila de espera (cirurgias) e para se ter acesso ao mesmo é relativamente simples; basta que o casal procure uma unidade de saúde, e demonstre interesse em participar do planejamento familiar.

O casal será encaminhado a participar de uma entrevista com a equipe multidisciplinar, composta por assistentes sociais, urologistas, ginecologistas, psicólogos e orientadores, que vão ouvir as demandas do casal e vão orientá-los sobre a melhor forma, seja de contracepção/interrupção ou concepção (ter filhos).

Durante as palestras, os especialistas sanam dúvidas sobre eventuais riscos colaterais e até desmitificam muitos mitos correntes, como o que diz que a mulher laqueada, engorda, ou se torna fria sexualmente; e ainda no caso dos homens vasectomizados, que estes teriam perdas da libido no desempenho sexual, o que não ocorre.

Ainda conforme o Dr. Cristiano, no caso da vasectomia, o processo é bastante simples, e é realizado em ação ambulatorial com anestesia local, não atrapalha tanto a vida do trabalhador por afastamento ou ausência no trabalho, e o paciente recebe alta no mesmo dia, tendo uma recuperação muito rápida.

Parte da equipe multidisciplinar do programa de planejamento familiar

Além do Dr. Cristiano ginecologista, o médico urologista João Fidelis, a enfermeira Neiva Santos, a assistente social Maria Regina dos Santos, e a psicóloga Erenice Siqueira, compõem a equipe multidisciplinar do Hospital da Mulher (CAISM), que fica na Vila Itamarati, nos fundos da Policlínica e realiza as palestras e atendimentos de orientação aos casais interessados em participar do Programa de Planejamento Familiar.

As palestras acontecem quinzenalmente de acordo com a demanda. Lembrando que o Hospital da Mulher está dotado de toda estrutura e equipamentos necessários ao acompanhamento das pacientes que optam pelo método contraceptivo (DIU), colocação, extração e/ou substituição entre outros. Ressaltando ainda que todo o procedimento é totalmente de graça custeado pelo SUS.

Via | Ailton Lima   Fotos | Antonio Carmelo
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta