Premiação de R$ 17 mil foi dividida entre os primeiros colocados de quatro categorias

Dezenas de cavaleiros se reuniram para a prova do laço comprido na 54ª Expoagro. A competição ocorreu na quarta (06) e quinta (07.07), no Parque de Exposição Jonas Pinheiro. Mais que uma competição em busca da premiação a prova é um momento entre família e representa uma tradição.

O empresário Alexandre Deola participou junto com a filha, Ana Júlia, de 14 anos, a única mulher a competir na prova. Antes de vir para Cuiabá, há 20 anos, Alexandre participava de provas equestres em sua cidade, Bom Jesus do Sul, no Paraná. Anos depois, estabelecido na capital mato-grossense, decidiu levar as filhas para conhecer o esporte.

“Em 2018, decidi levar a Ana Júlia para conhecer os cavalos em haras. Começamos a treinar juntos, primeiro na prova de tambor, e hoje nas provas de laço comprido. É um esporte apaixonante, saudável e que reúne a família”, diz Alexandre.

A Ana Júlia já tem a companhia da irmã mais nova, Giovana, de 10 anos, que também laça, mas não em campeonatos. A adolescente diz que se apaixonou pelos esportes equestres e quer levar esse amor para a vida profissional. “Gosto de animais e pretendo cursar Medicina Veterinária para cuidar de cavalos e de gado”, conta.

Rafael Fernando Gonçalves Barreira (Rafael Preto), 33 anos, é o treinador da Ana Júlia, e trabalha com doma e laço. Cuiabano, ele também compete nas provas e lembra que conheceu o esporte em Diamantino, há cerca de 15 anos. “O esporte me cativou, envolve a família, passa de geração para geração”.

Ele ainda não é casado, mas pretende um dia, se tiver filhos, passar a paixão pelos cavalos adiante. Além de gostar do esporte, Rafael consegue ganhar alguns prêmios em competições pelo Estado. “Já ganhei dinheiro, carro, moto, novilha, é bacana participar”.

RESULTADO

A prova de laço comprido da 54ª Expoagro premiou um valor de R$ 17 mil, distribuído em quatro categorias: R$ 6,5 mil (Força A), R$ 4,5 mil (Força B), R$ 3,5 mil (Força C) e R$ 2,5 mil (Força D).

Os vencedores foram Zé Luiz, Danilo Lara e José Roberto Caloi na Força A; Neto Rezende e Diogo Inácio na Força B; Rafael Preto, Jorge Filho e Juninho Urubu na Força C; Josué e Allan na Força D. Os laçadores primeiros colocados dividiram as premiações.

Via | Assessoria   Fotos | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta