Resgatar a dignidade e autoestima de mulheres em situação de vulnerabilidade social. Com este objetivo, a “10ª Ação Bolsa Solidária – Campanha Julho das Pretas” vai entregar 500 kits de higiene pessoal para mulheres quilombolas nos municípios de Cuiabá, Chapada dos Guimarães e Várzea Grande. As bolsas contém absorventes, escovas e creme dental, desodorantes e sabonetes.

Segundo uma das idealizadoras do projeto, Dejenana Campos, a pobreza menstrual é realidade para muitas mulheres. Por este motivo, em 2019, movidos pelo espírito de solidariedade e sororidade, acadêmicos do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), decidiram juntar esforços para chegar em locais de maior vulnerabilidade. “A menstruação é um processo saudável, normal e vital, mas este assunto ainda é tabu em muitos locais. Além da entrega das bolsas, o projeto busca sensibilizar estas mulheres para aceitar a menstruação como um processo natural do corpo feminino”, explica.

Em 2019, 42 mulheres do Beco do Candeeiro, Morro da Luz e também catadoras do aterro sanitário de Cuiabá receberam as bolsas solidárias. Em 2021, foram entregues 80 kits de higiene pessoal e 198 pacotes de absorventes. “Este ano recebemos pedidos de muitas comunidades e a demanda aumentou muito. Temos 500 mulheres aguardando a bolsa”, acrescenta Dejenana.

Para conseguir atender a demanda, o projeto conta com doações dos produtos (absorventes, escovas e creme dental, sabonetes e desodorantes) ou também transferências de valores para a aquisição. O custo total para compra dos 500 kits será de R$ 8.500,00.

Este ano, a ação chegara até as comunidades quilombolas Lagoinha de Baixo, Lagoinha de Cima, Morro do Cambambi (Água Fria) e bairro Sol Nascente, em Chapada dos Guimarães; a comunidade quilombola urbana do bairro Novo Paraíso, em Cuiabá, e a comunidade quilombola urbana Capão do Negro, no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande.

As entregas estão previstas para os dias 13, 14, 25 e 27 de julho.

Neste sábado, dia 09 de julho, a equipe fará um plantão para receber as doações na sede da AFON-MT (endereço), a partir das 8 horas.

APOIO: O projeto conta com apoio do Movimento Negro Unificado de Mato Grosso, a AFON-MT e Instituto Marielle Franco.

Mais informações pelo telefone: 65 99982-2732 (Dejenana)

Via | Assessoria   Foto | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta