Contemplado por um edital da Fundação André e Lúcia Maggi, o polo do Instituto Ciranda em Rondonópolis recebeu esta semana a chave da nova sede no Parque Universitário. Uma apresentação musical dos professores e monitores também fez parte da solenidade.

No local funcionava uma fábrica de leite de soja, como proposta de projeto social da Amaggi. Agora o prédio será adaptado para receber, em breve, as atividades administrativas e pedagógicas da escola de música.

O presidente do Instituto Ciranda, maestro Murilo Alves, acredita que esse é o marco definitivo para que o Ciranda crie raízes na cidade como uma instituição que pertence cada vez mais à comunidade.

“É um projeto que nasceu aqui em Rondonópolis, através da iniciativa do ex-prefeito Percival Muniz, durante a gestão do até então secretário Municipal de Cultura, Luciano Carneiro. Foi um grande esforço para fazermos acontecer o Ciranda naqueles primeiros três anos. Na ausência do poder público, tivemos outros parceiros, como o Sest Senat, o Centro Comunitário do Conjunto São José e, atualmente, estamos em um espaço cedido pela Igreja Adventista. Hoje, neste dia tão importante para o Instituto Ciranda em Rondonópolis, recebendo a doação de uma casa que será a sede do Instituto aqui na cidade”, explica.

A solenidade contou com a participação do presidente do Instituto Ciranda, da coordenadora do polo Rondonópolis, representante da Fundação André e Lúcia Maggi e de professores do instituto.

Ciranda em Rondonópolis

Com quase 20 anos de criação e presente em Rondonópolis desde 2014, o Instituto Ciranda – Música e Cidadania oferece aulas de música gratuitamente para crianças e jovens desde o nível iniciante até a prática orquestral, por meio da Orquestra Ciranda Mundo. “Com a nova sede, Rondonópolis deixa de ser um polo e passa a ser um núcleo com gestão local que pode expandir as atividades para outros municípios vizinhos, como Pedra Preta, Guiratinga e Alto Garças, por exemplo”, aponta o maestro.

As aulas acontecem toda semana na Igreja Adventista da Vila Olinda. Após a conclusão da reforma, com adaptação dos espaços, a expectativa é que todas as atividades sejam transferidas para a nova sede já no início do ano letivo de 2023.

Via | Assessoria  Fotos | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta