A Prefeitura de Rondonópolis por intermédio da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito – Setrat iniciou na manhã desta quarta-feira (15) a instalação de placas de sinalização vertical na recém-inaugurada Avenida W-11, na região do Sagrada Família, sinalizando a proibição de acesso/circulação de carretas, bitrens e tremiões na via.

Na verdade, mal foi inaugurada e entregue a população, e um grande número de reclamações foi dirigida a Setrat pelas comunidades dispostas ao longo da avenida, reclamando do número de carretas, bitrens e tremiões circulando na via, externou o secretário Lindomar Alves.

Ainda conforme ele, na próxima semana, outras placas de regulamentação vão ser instaladas ao longo dos 5,5 km da citada avenida, reforçando a vedação.

Todavia, segundo disse, “os caminhões toco e trucado vão poder circular normalmente pela via, por serem menores e não prejudicar tanto a fluidez no trânsito, principalmente na região dos bairros: Sagrada Família, Parque das Rosas, Parque São Jorge e, Rotatória da Avenida dos Estudantes com o Anel Viário”, explicou.

Ainda assim, ele explica que os casos específicos, serão analisados e se for o caso, devem ser liberados por meio de autorização especial, podendo os interessados procurarem a Gerência do Departamento de Trânsito no telefone 3411 5300 para fazer a solicitação formal/requerimento, com base em documentação e justificativa da necessidade de circulação.

REFORÇA O PEDIDO

O secretário reforça: “a nossa preocupação, se dá com base nas muitas reclamações e cobranças dos moradores das imediações da avenida W-11 quanto a circulação do fluxo de carretas e bitrens que vem da região da MT-130, e que devido aos buracos existentes no Anel Viário, busquem, como está acontecendo, circular por dentro da cidade, o que coloca em risco a segurança e vida das pessoas daquela região”.

Todavia, ele pede aos condutores de veículo tipo Carreta, Bitrem e ou Tremião, que continuem a utilizar o Anel Viário, caso estejam na MT-130 sentido Jardim das Flores a BR-364 e; se estiverem na BR-364 que acessem o Anel Viário antes do Posto da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (saída para Cuiabá).

Até porque, ele reforça que não existe restrição para a circulação de caminhões (toco e trucado), nem para dragueiros (veículos caçambas de transporte de areia), depósitos e empresas da cidade.

Ele garante aos proprietários que possuem carretas e bitrens e que necessitem transitar, que podem requerer na Setrat autorização especial; “o que não podemos aceitar é deixar porteira aberta com este tipo de veículo circulando no meio de bairros residenciais sem a devida infraestrutura, como elevados e trincheira”. Para isso ele reforça que existe o instrumento da “exceção” que pode ser obtido por meio de uma “autorização especial” junto a Setrat.

“Ao tomarmos essas medidas, nós estamos pensando em preservar as vidas das pessoas que tem que atravessar essa via de um lado para o outro todos os dias, e que já estão expostas ao risco de acidentes”. E continua, fazendo uma ressalva: “além disso, se a obra tivesse vindo com elevados e trincheira no lugar das 5 rotatórias não haveria necessidade alguma de tomarmos esse tipo de medida”, explica Lindomar.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta