Edição de Rondonópolis será realizada no dia 27 de agosto

Oito mil pessoas, de diversas cidades de Mato Grosso e de outros estados, contribuíram para que a 8ª edição do Festival Braseiro se tornasse a maior de todos os tempos. Na retomada do evento, após dois anos de pandemia, o lucro obtido foi de R$ 327.286,00 e será distribuído para 14 instituições filantrópicas. Além disso, com a entrada social, que tinha como base a troca de alimentos não perecíveis por desconto no valor do ingresso, foram arrecadados 5 mil kg de alimentos para o projeto ‘Mesa Brasil’, responsável pela distribuição.

Maior festividade de carne do país, o reuniu um time de churrasqueiros para assar 10 toneladas de carne dos mais diversos tipos e preparadas em uma variedade de estilos, desde o modo “pantaneiro”, às tradicionais parrillas e até a defumação ao modo americano. Apesar de o churrasco ser a grande atração do Festival Braseiro, o destaque ficou por conta mesmo da solidariedade.

Marco Túlio Soares, presidente da Associação Braseiro, responsável pela organização, destaca o sucesso da ação e aproveita para agradecer a todos que contribuíram para a realização. “Este retorno foi importante para nós que realizamos, mas principalmente para as entidades que são beneficiadas”, destaca Marco Túlio. O Festival Braseiro é 100% beneficente, ou seja, toda renda arrecadada com a venda de ingressos é doada a instituições filantrópicas.

No total, cerca de 600 pessoas ligadas às entidades beneficiadas com as doações trabalharam para tornar realidade esta edição. Dentre estes, Lukas Andrade Ferreira, da Associação Beneficente Ubuntu, que atende crianças carentes de Cuiabá, na região do Novo Colorado, com aulas de jiu-jitsu, judô, muay thai, língua estrangeira, matemática e desenvolvimento musical.

Esta é a segunda vez que o grupo é contemplado e que a equipe do projeto atua no evento. Eles foram responsáveis pelo atendimento em um dos bares e pela reciclagem, realizando o trabalho de recolhimento de latas, plásticos e papelões. A retomada do festival, que ficou dois anos sem acontecer devido à pandemia, foi importante para as instituições que dependem de doações, assim como o “Ubuntu”.

“É muito válido esse trabalho que eles fazem porque dão apoio aqueles que não recebem nenhuma ajuda governamental do estado e isso faz com que a gente seja ricamente abençoado. Podemos usar para infraestruturas que a gente precisa ter ou então para comprar algo específico e até ampliar o atendimento”, comemorou Lukas.

Atualmente o projeto atende 87 crianças em Cuiabá. A intenção é usar o recurso para ampliar o atendimento na capital, mas também alcançar outras cidades, como Chapada dos Guimarães.

O serviço de Reabilitação de Fissura Labiopalatinas no Hospital Geral também é um dos beneficiados pela arrecadação do Braseiro. Renata Cristina Giroto Ferreira da Silva foi uma das voluntárias do serviço que trabalhou no festival, ao lado da equipe do ambulatório que atende crianças com lábio leporino. Ela destaca a importância das doações, uma vez que é uma unidade de saúde filantrópica que trabalha apenas com doações. “A gente tem a oportunidade de mostrar o nosso trabalho, fazer a nossa propaganda e ainda reverter isso em equipamento. Por isso que sempre que abre o edital a gente se propõe a participar”, conta.

Ela também destacou a dificuldade enfrentada durante a pandemia, principalmente, porque as crianças atendidas por eles precisam de um tratamento contínuo. Renata diz que os pacientes foram muito prejudicados, por isso, o retorno do festival teve um significado ainda maior. “Agora a gente voltou com muito mais ânimo e com a certeza de que os benefícios serão em dobro para os nossos pacientes”, celebrou.

Este ano, 14 instituições foram escolhidas para serem favorecidas. Entre elas, a Associação Anjo Miguel, Associação Espinha Bífida de Mato Grosso, Colégio Dom Pedro, entre outras. Desde que foi lançado, em 2016, já foram arrecadados mais de R$ 1 milhão e atendeu 62 entidades.

Para a realização desta edição, 50 empresas atuaram de forma parceira. Entre elas, a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Pork Premium, Instituto Mato-Grossense da Carne (Imac), Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Grupo Celeiro, UPL Pastagem, Agrológica, Arroz Tio Lino, Louvada, Grupo Atto, Ouro Fino, Genial, Hotel Ibis, Stanley, Inox São José, Sicredi Integração, Mika, IMG, Damassa, Rivenditori, entre outras

Braseiro em Rondonópolis

O Festival Braseiro de Rondonópolis, evento tradicional da cidade, já tem data marcada: 27 de agosto. A organização já iniciou os preparativos para o maior festival de carnes do Brasil. A cidade, ao Sul de Mato Grosso, foi palco da primeira edição do Braseiro em 2016 e este será o quinto evento no município, que a cada ano bate recorde de público e de arrecadação.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta