As apreensões na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia triplicaram no 1° trimestre deste ano em comparação com o ano passado. De acordo com a Grupo Especial de Fronteira (Gefron), neste ano foram apreendidas 27 toneladas de produtos contrabandeados.

A quantidade apreendida fica em média de nove toneladas por mês. Segundo o Gefron, o principal foco das forças de segurança é o tráfico de drogas.

De acordo com o tenete coronel da Gefron Fábio Ricas, em todo o ano passado foram apreendidas 37 toneladas de droga, que entram principalmente pela BR-070 ou por meio de embarcações.

“As formas de entrada desse entorpecente para Mato Grosso são dos diversos modais. Temos o modal aéreo, um dos principais utilizados pelas grande organizações criminosas; o modal rodoviário pela BR-070 e as chamadas ‘vias cabriteiras’, que são os meios clandestinas de acesso à Bolívia. Temos também o modal a pé com mulas transportando entre 20 e 30 kgs de entorpecente em mochilas e o modal fluvial por meio de embarcações no Rio Paraguai, Guaporé e Jauru”, disse.

A atuação do Gefron está distribuída em todos os 28 municípios da área de fronteira do estado com a Bolívia.

Margeando a BR-070, o maior fluxo de pessoas vinculadas ao tráfico está em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, mas as apreensões ocorrem em maior escala nas regiões de fronteira seca, em Porto Espiridião (MT) e Vila Bela da Santíssima Trindade (MT).

De acordo com o tenente coronel, o principal entorpecente apreendido na região é a cocaína, que é produzido na Bolívia. A coca é um dos principais produtos produzido, o que torna o país um dos maiores produtores de cocaína do mundo.

De acordo com o secretário de Segurança Pública do estado Alexandre Bustamante, carros roubados e o tráfico de drogas são os principais tipos de apreensões.

“O Gefron trabalha na troca de informações com outros estados e com a Polícia Federal. Isso melhora a qualidade dos serviços. Por exemplo, a quantidade de apreensão de carros roubados no Brasil é muito grande. São entre 9 e 10 carros recuperados pelo Gefron por semana, dentre motocicletas, caminhões e carros. Sobre a entrada de drogas, o Gefron tem aprimorado porque é a parte que financia o crime organizado no Brasil”, contou.

As operações são realizadas em parceria com as polícias Rodoviária Federal, Civil e Federal.

Em março, o grupo especial realizou uma das maiores apreensões do ano. Quase 600 kg de cocaína foram encontrados na carroceria de um carro em Vila Bela da Santíssima Trindade, a 562 km de Cuiabá.

Via | G1   Foto | Gefron MT
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta