Uma moradora de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, ganhou uma bolsa de aproximadamente R$ 2 milhões para cursar o ensino superior na Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Luiza Louback, de 18 anos, formou-se no ensino médio no IFMG (Instituto Federal de Minas Gerais).

A jovem competiu com 55 mil pessoas de todo o mundo. Com 18 anos e muitos sonhos para realizar, ela teve que abrir mão de muitas coisas, mas garante que vale a pena.

“Sempre fui uma leitora assídua. Eu acho que por meio dos livros eu comecei a perceber que existe um mundo além das fronteiras do Brasil”, diz.

A assistente social Simone Louback, mãe de Luiza, revela que a decisão da filha de estudar no exterior veio cedo.  “Desde pequena, ela falava que o sonho dela sempre foi estudar fora. Não sei de onde ela tirou isso.” “Ela acordava às 7 horas, tomava café e já ia para o quarto. Não ia às festas, sempre estudando. Eu até ficava preocupada”, conta a mãe sobre a rotina de estudos da jovem.

Para conseguir uma das 3.000 vagas na universidade, ela teve que realizar, durante um ano, uma bateria de testes.

“O processo é extenso. Ele requer, pelo menos, um ano de preparação. Eu tive que me preparar para a prova que é como se fosse o Enem americano”, relata Luiza. “Tive que me dedicar a atividades extracurriculares, me envolver com a minha comunidade, fazer trabalho voluntário e conseguir prêmios e honrarias, além de manter ótimas notas”, diz, ao explicar as diferenças no processo americano.

O resultado do processo saiu no último dia 31 de março. Agora, Luiza se prepara para os dois cursos que fará na Pensilvânia: história e letras.

“Meu grande sonho é ser a primeira brasileira a ganhar o prêmio Nobel de literatura, mas eu quero mesmo ser escritora e, quem sabe, lecionar”, fala sobre o futuro.

Via | R7   Foto | Reprodução Record TV Minas
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta