Foram registrados mais de 42 mil pré-cadastros e mais de 21 mil atualizações cadastrais por confirmação. A modernização irá beneficiar os usuários com novas opções de ferramentas

O novo aplicativo do Cadastro Único, lançado oficialmente no último dia 30 de março, já tem mais de 170 mil downloads realizados em celulares do sistema Android, além de mais de 20 mil em aparelhos com o sistema IOS. Já foram feitos mais de 42 mil pré-cadastros e mais de 21 mil atualizações cadastrais por confirmação pelo aplicativo, de acordo com dados coletados até esta quarta-feira (06.04).

“O expressivo volume de downloads em tão pouco tempo mostra como a modernização do Cadastro Único vai facilitar o acesso do cidadão aos programas sociais do Governo Federal. Hoje há mais de 80 milhões de pessoas inscritas no CadÚnico”, destaca o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento.

O Cadastro Único é a porta de entrada dos cidadãos do país em situação de vulnerabilidade para os principais programas sociais. São mais de 28 iniciativas, como o Programa Auxílio Brasil, o Benefício de Prestação Continuada, a Tarifa Social de Energia Elétrica, o Criança Feliz, entre outros que o utilizam.

Agora com a modernização, as informações cadastrais terão mais qualidade, a partir do cruzamento periódico e automático da base de dados do Cadastro Único com o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), que possui mais de 36 bilhões de registros de remuneração de trabalho e de benefícios previdenciários e assistenciais.

“A modernização do Cadastro Único vai permitir mais acesso ao cidadão, que poderá realizar algumas ações pelo aplicativo, vai trazer mais conectividade aos municípios, além de informações de maior qualidade e mais atualizadas das famílias brasileiras em situação de vulnerabilidade”, reforça o secretário nacional do Cadastro Único, Tércio Brandão.

O Ministério da Cidadania ainda vai ampliar a conectividade dos postos do Cadastro Único em mais de 700 municípios, a partir da instalação de cerca de 800 antenas do Governo Eletrônico em parceria com o Ministério das Comunicações. Assim, a expectativa é beneficiar cerca de oito milhões de famílias do Cadastro Único.

Mais agilidade

Fernanda de Oliveira Souza, de 30 anos e moradora de Taquari (RS), não perdeu tempo e aproveitou a facilidade proporcionada pelo novo aplicativo. Ela foi a primeira a realizar o pré-cadastro pela ferramenta e, no mesmo dia, já foi ao posto do Cadastro Único para complementar as informações.
“É mais rápido utilizar o aplicativo e completar os dados no CRAS, e foi bem rápido o atendimento. Para mim foi bem útil”, conta Fernanda, que trabalha como doméstica e tem dois filhos. Com o registro no Cadastro Único, a usuária pode receber o desconto na conta de luz por meio da Tarifa Social de Energia Elétrica.

Depois do pré-cadastro, o cidadão que ainda não faz parte do Cadastro Único tem 120 dias para comparecer a um posto de atendimento para complementar os demais dados do Cadastro Único, como escolaridade, trabalho e remuneração. Além do aplicativo, o pré-cadastro e as demais funcionalidades também podem ser acessados por meio da versão web no endereço, clicando aqui.

Quem já está inscrito no Cadastro Único poderá utilizar o aplicativo para atualizar o cadastro da família por meio da confirmação dos dados. Essa é uma opção que permite que o cidadão revise os dados já cadastrados e confirme o endereço, a composição familiar e os dados dos integrantes da família. Se nada mudou, a família pode confirmar seus dados pelo aplicativo ou versão web sem precisar ir até os postos de atendimento e sem custos de deslocamento.

O aplicativo ou a versão web também permite consultar dados como o Número de Identificação Social (NIS), código familiar, situação cadastral, data da última atualização e data limite para uma nova atualização cadastral. Também serão exibidos os dados do domicílio, família e de identificação do Responsável pela Unidade Familiar e dos demais integrantes.

O Cadastro Único

O Cadastro Único é uma ferramenta social que serve para identificar e conhecer as pessoas e famílias mais vulneráveis do país e, assim, ajudar o Governo Federal a desenvolver políticas públicas voltadas para essa população. Ao se inscrever ou atualizar seus dados no Cadastro Único, o cidadão estará apto a participar de diversos programas sociais dos governos federal, estadual, municipal e do Distrito Federal.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta