Os agentes comunitários da saúde de Rondonópolis receberam nesta sexta-feira (11) uma capacitação com objetivo de identificar vítimas de violência e agressão. A atividade faz parte do cronograma de eventos que estão sendo realizados em alusão ao mês de mulher.

Para falar sobre o tema, esteve presenta a assessora da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cemulher) do Tribunal de Justiça, Ana Emília Sotero. A advogada realizou uma apresentação para chamar a atenção das agentes comunitárias a identificar sinais de violência e agressões contra as mulheres, mesmo que silenciosos.

Rondonópolis conta atualmente com 411 agentes comunitárias de saúde que trabalham ligadas diretamente com a famílias rondonopolitanas. Elas foram divididas em quatro turmas para passar pela capacitação que acontece no auditório do Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica de Mato Grosso (Cefapro).

Os agentes estão em contato direto com mulheres, geralmente donas de casa, que muitas vezes sofrem as agressões de forma silenciosa. Esse é o público principal ao qual as agentes estão de olho e a partir de hoje ainda mais capacitadas para identificar os sinais de agressão durante as abordagens de rotina.

O encontro que reúne as agentes é realizado pela parceria das Secretarias Municipais de Saúde e Promoção e Assistência Social e do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso (TJ-MT).

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta