O estudante Pedro Vicente Amorim da Silva, de 22 anos, foi o 2° colocado no curso de medicina na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Ele dedicou dois anos de estudos em cursinho e estudou dois anos em casa.

Pedro obteve 815 pontos. Ele estudava de 6 a 8 horas por dia. Nesses quatro anos ele chegou a pensar em desistir, mas a vontade de entrar na faculdade no curso que ele desejava, o motivou.

“Pensei em desistir, mas quando pensava nisso, lembrava que não me via fazendo outra coisa”, contou.

Após o resultado do exame divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Pedro teve a maior nota em matemática, com 948 de média; seguido pela redação, com 940; ciências da natureza, com 801; ciências humanas, com 733 e linguagens, com 653.

Com essa média ele conseguiria passar em todas as universidades de Mato Grosso e, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), entre as universidades mais concorridas do país.

De início, o objetivo de Pedro não era fazer medicina, segundo ele. O estudante ficou até o terceiro ano do ensino médio escolhendo o curso de Engenharia Civil.

“Fizemos um passeio da escola para conhecer alguns cursos e profissões, e achei engenharia bem sem graça. Quando conheci o de medicina, gostei, comecei a pesquisar e gostei ainda mais. Eu queria engenharia civil só porque adorava matemática”, contou.

Pedro Vicente Amorim da Silva estudava de 6 a 8 horas por dia em casa — Foto: Arquivo pessoal

Pedro Vicente Amorim da Silva estudava de 6 a 8 horas por dia em casa — Foto: Arquivo pessoal

Pedro contou que os pais o apoiam muito e que o pai dele cobrava bastante que ele estudasse. Quando ele deu a notícia de que havia passado, os pais ficaram emocionados.

“Foi um sentimento de alívio e muita felicidade. Meus pais ficaram muito emocionados e minha mãe chorou bastante”, disse.

O estudante disse que vai fazer a matrícula online na UFMT nesta quarta-feira (23) e que pretende ser cirurgião cardíaco ou neurocirurgião.

“Por enquanto eu pretendo ser cirurgião cardíaco ou neurocirurgião. Não tenho certeza porque também não conheço bem as outras áreas e já pensei em oncocirurgia”, disse.

Mesmo com a nota, Pedro pretende continuar estudando para realizar o sonho de fazer medicina na Universidade de São Paulo (USP).

O SISU

O resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para o primeiro semestre de 2022 foi divulgado nesta terça-feira (22). A lista de aprovados foi disponibilizada na página do programa.

O Sisu é o meio pelo qual o Ministério da Educação (MEC) seleciona estudantes para vagas em cursos de ensino superior de instituições públicas.

A matrícula para os estudantes que passaram no primeiro semestre começou nesta quarta-feira (23) e deve ir até 8 de março.

Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é realizado anualmente. Em 2021, a prova foi aplicada nos dias 21 e 28 de novembro.

O resultado do exame foi disponibilizado no dia 9 deste mês.

As notas do Enem podem garantir vaga em instituição de ensino superior pública ou privada brasileiras e até em faculdades fora do país.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta