Postes de energia elétrica do município de Nova Maringá, caíram após as fortes chuvas registradas nesta quinta-feira (17) em diversas regiões de Mato Grosso. A situação tem sido acompanhada pela distribuidora de luz do estado.

A distribuidora afirmou que equipes estão em deslocamento para recolocar postes que foram atingidos pela erosão causada por fortes chuvas. Trechos de estrada viraram rios, criando um grande rastro com até dois metros de profundidade.

A concessionária de energia de Mato Grosso emitiu comunicado de que acompanha em uma central de monitoramento o que tem acontecido por conta das fortes chuvas que caem no estado desde a madrugada desta quinta. A distribuidora alertou para a possível necessidade de desligamento da rede em algumas regiões para consertar danos causados pelos temporais.

Segundo a central de monitoramento da concessionária, neste momento, a situação é mais crítica no sul, onde um forte temporal afetou o fornecimento de cinco mil imóveis em Rondonópolis. A região já tinha sido impactada desde a quarta-feira (16). A distribuidora afirmou que a previsão é de retorno do abastecimento nas próximas horas.

O coordenador de operação da Energisa, Paulo Teixeira, destacou que o mapa de Mato Grosso apresenta áreas de instabilidade com queda de raios, o que pode gerar queda de energia aos consumidores.

“Para que os reparos sejam feitos, haverá a necessidade de desligamento da rede que atende a cidade e o distrito de Brianorte. A meta é realizar o serviço no menor tempo possível, com conclusão ainda nesta quinta”, segundo o comunicado.

Em Diamantino, 25 unidades consumidoras ficaram sem energia. A distribuidora afirma que o problema foi gerado por enchentes na região e equipes já estão fazendo o atendimento.

Em Sinop, todas as equipes estão em alerta, de acordo com a concessionária.

Na capital, um temporal também atingiu, na tarde desta quinta, os bairros Jardim Imperial, Recanto dos Pássaros, Tijucal e Jardim Universitário. Cinco mil unidades foram afetadas, mas o serviço já está sendo normalizado.

De acordo com o serviço de monitoramento contratado pela distribuidora e que observa dados captados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), há previsão de tempestades, com risco de ventos, raios e cheias para todas as regiões de Mato Grosso.

A empresa disse que está em alerta e mobilizada para realizar ações de urgência em caso de crise e impactos na rede elétrica. Também pede o apoio da população neste momento, evitando situações de risco, como o uso de equipamentos elétricos durante a incidência de descargas, o que pode gerar sérios acidentes.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta