Novembro e dezembro aumenta chances de trabalhadores retornarem ao mercado de trabalho

De acordo com levantamento feito pela Employer, uma das maiores empresas de RH do país, as contratações temporárias de fim de ano devem aumentar 20% em relação a 2020, especialmente, devido às festividades. A Employer estima que a demanda de contratações temporárias possam ser de 500 mil até o fim do ano.

As vagas temporárias têm sido uma boa opção para trabalhadores que estão em busca de oportunidades. Em diversos setores há possibilidades de crescimento de contratações temporárias, com objetivo de impulsionar as vendas. Logo, os empregos temporários ficarão aquecidos, e tornam-se uma alternativa para os profissionais com bom desempenho conquistarem seu emprego efetivo.

“Dezembro é o mês conhecido pelo crescimento de vagas temporárias entre aqueles que buscam por empregos. É uma ótima oportunidade, mas o profissional precisa ficar atento para conquistar a efetivação. Essa é a melhor modalidade de contratação para empresas que precisam aumentar o quadro em época de festividades e também estarem preparadas sobre as incertezas do mercado”, explica a diretora de serviços da Employer RH, Vânia Montenegro.

“Em relação à geração de emprego, dezembro é excelente, principalmente no setor de serviços. As empresas precisam de mais mão de obra para controlar as vendas sempre em crescimento no Natal. Essa expansão beneficia muito os trabalhadores que buscam por trabalhos temporários”, comenta Vânia.

Setores que estarão com vagas temporárias aquecidas

Segundo outro levantamento realizado pela Employer, os segmentos que se destacam no crescimento do trabalho temporário devido ao fim do ano e festividades, são o setor de serviços (rede de hotelarias, clínicas médicas e de estética, restaurantes, logística), setor de indústrias e comércio.

Direitos do trabalhador temporário

Na modalidade temporária, o trabalhador tem anotação em carteira e os direitos assegurados pela Lei 6.019/1974. Dentre os direitos, estão inclusos pagamento de horas extras, descanso semanal remunerado, 13º salário e férias proporcionais ao período trabalhado. Ele recebe 8% dos seus proventos a título de FGTS e o período como temporário conta como contribuição para a aposentadoria.

De acordo com a legislação, o trabalhador temporário pode ser contratado por até 180 dias, com possibilidade de prorrogação por até mais 90 dias. A efetivação pode acontecer a qualquer momento desse período. “Junto à Previdência, o trabalhador temporário também tem todos os direitos garantidos, como auxílio-doença, desde que se respeite a carência mínima exigida para o pagamento dos benefícios”, diz Vânia.

Employer

Uma das maiores empresas de RH do país, a Employer que oferece serviços e tecnologia para Recursos Humanos possui mais de 35 filiais posicionadas estrategicamente no Brasil. A empresa atende algumas das maiores companhias do Brasil e do mundo, que buscam soluções eficientes e de alta tecnologia para o setor, com o objetivo de simplificar a rotina do RH.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta