Muitas empresas se mobilizaram para apoiar e realizar eventos sociais devido ao impacto na vida da população.

Um grupo de empresas e fundações que desenvolvem projetos socioambientais em Mato Grosso se reuniram para criar uma Rede de Investidores Sociais (RIS) no estado e criar ações sociais. Durante a pandemia da Covid-19, muitas empresas se mobilizaram pela primeira vez para apoiar e realizar eventos para a população impactada pela crise.

O gerente de programas do Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (GIFE), Gustavo Bernardino, explicou que a ideia da rede é manter o estímulo à continuidade dessas ações e engajar outras empresas do estado a realizarem eventos filantrópicos.

“Os efeitos sociais e econômicos da pandemia avançarão por 2022, e portanto, a vulnerabilidade social persistirá. De outro lado, é para que mais empresas também incorporem essa visão cidadã, reconhecendo-se como atores da transformação social que desejamos para o país”, pontuou.

A estratégia já acontece em outras regiões do país. Em Mato Grosso, está sendo liderada pela Fundação André e Lúcia Maggi, Federação das Indústrias do Estado do Mato Grosso (FIEMT) e Unimed Cuiabá.

“A RIS Mato Grosso foi lançada em junho e vem realizando encontros com periodicidade bimestral, sempre com vistas a discutir gargalos sociais enfrentados pela população mato-grossense e que papel atores como empresas e fundações locais podem desempenhar para contribuir com a melhora desse cenário”, disse.

Em agosto, foi realizada a primeira reunião do grupo. Durante o evento, foi discutido o cenário da educação no estado.

A pauta desta primeira reunião partiu do seguinte questionamento: “O que as empresas podem fazer pela educação no pós pandemia?”.

A reunião iniciou com convidados que trouxeram um panorama dos principais desafios da educação no pós pandemia.

Após as apresentações, os participantes discutiram o cenário e começaram a levantar ideias que podem ser desenvolvidas de forma articulada pelo conjunto de investidores sociais que participavam da reunião.

O próximo encontro está agendado para o dia 14 de outubro, com o tema ‘Avaliação de Projetos Sociais’. Empresas interessadas em fazer parte da RIS-MT devem entrar em contato com a organização por meio da internet.

Não é necessário qualquer investimento financeiro para integrar o grupo, apenas o compromisso de participar das reuniões e com a Carta de Princípios da Rede.

Doações foram feitas por pessoas físicas e empresas durante a pandemia — Foto: Fundação André e Lucia Maggi/Divulgação

Doações foram feitas por pessoas físicas e empresas durante a pandemia — Foto: Fundação André e Lucia Maggi/Divulgação

Ações durante a pandemia

Devido aos impactos da pandemia, no ano passado, foi criado o fundo ‘Um Por Todos e Todos Contra a Covid-19’, com o objetivo de mobilizar recursos financeiros de empresas e indivíduos para doar cestas básicas às populações mais impactadas pela COVID-19 em Mato Grosso (MT), Rondônia (RO) e Amazonas (AM).

A campanha foi uma iniciativa da FALM e da FIEMT e arrecadou cerca de R$ 6,5 milhões, distribuído cerca de 95 mil cestas básicas e beneficiado 370 mil pessoas.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta