A Coordenação Municipal da Defesa Civil em Rondonópolis identificou na manhã desta sexta-feira (24), através de medição, mais um decréscimo no nível das águas do Rio Vermelho que chega a um  estado de alerta e que preocupa.

Segundo as medições encomendadas pela Defesa Civil e realizadas por uma equipe de topógrafos da Prefeitura, o nível do Rio estava nesta sexta-feira (24), por volta das 9 h, em 1 metro, bem abaixo dos 1,35 m verificados no dia 04 de novembro, considerado o nível mais baixo do ano passado.

Conforme o Coordenador João Garcia (João Mototáxi) a situação hoje é preocupante e ele sugere economia no uso da água, evitando desperdício. Para o coordenador a cidade não corre risco de desbastecimento, mas evitar o desperdício já ajuda bastante, pelo menos até que venham as chuvas e normalizem o nível das águas, já que o Rio Vermelho é uma das fontes de abastecimento de água da cidade.

João Garcia disse que a cidade precisa pensar numa forma de encontrar alternativas para armazenamento de água na cidade, como o projeto da represa do Córrego Arareau, que formaria um grande lago próximo à cabeceira do mesmo, onde se construiria uma grande reserva hídrica, que auxiliaria inclusive, na manutenção do lençol freático, redução da temperatura local, bem como melhoria nos índices de umidade relativa do ar.

Lembrando, que de acordo com a meteorologia, não existe previsão de chuvas para as próximas semanas. Somente chuvas torrenciais, na cabeceira e afluentes do Rio Vermelho, ou seja, região de Poxoréu, vão elevar o nível de suas águas. Até lá, a recomendação é economizar água.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta