Redução torna o fundo mais competitivo e eficiente  

O Banco do Brasil reduziu a taxa de administração do fundo BB ETF Ibovespa – BBOV11 para 0,02% aa, tornando-o o ETF de Ibovespa com o menor nível de taxa de administração de forma permanente, sem nenhuma vinculação a algum período promocional ou volume de patrimônio. Atualmente, o mercado de ETF que replica o índice Ibovespa apresenta opções com taxas que vão de 0,03%aa a 0,50%aa. 

O BB ETF Ibovespa é um fundo de índice que possui em sua carteira os ativos que compõem o Ibovespa, principal índice da B3. O produto foi lançado em 2020, com o objetivo de ampliar o posicionamento do Banco do Brasil no mercado de ETFs e aumentar o potencial de captação, permitindo que o investidor adquira uma cesta de ações por meio de um único produto, aliando agilidade e diversificação. “Nosso objetivo com a redução da taxa é oferecer uma solução de investimento sem condicionantes, que seja eficiente e atrativa para os investidores”, diz Julio Vezzaro, diretor Comercial e de Produtos da BB DTVM.  

Asclepius Soares, head de Captação e Investimentos do BB, completa que “esse movimento reforça o nosso compromisso em oferecer um portfólio completo e acessível a todos os nossos investidores”. 

As vantagens do ETF são: diversificação – o investidor aplica seus recursos em uma carteira diversificada de empresas com ações negociadas na bolsa de valores; eficiência – retorno compatível ao observado pelo índice de referência do fundo, com baixos custos de transação; transparência – são negociados em bolsa, com cotação atualizada a partir da oferta e procura; liquidez – com a presença do Formador de Mercado, os investidores tem um parâmetro para negociabilidade de suas cotas;  além da facilidade de acesso ao mercado – que permite acesso a um conjunto de ativos por meio de um único produto de investimento. 

Confira as informações básicas do fundo: 

Valores para movimentação: R$ 58,30 (cota de fechamento em 16/09 na B3) 

Liquidez: cota de aplicação D+0/ cota de resgate D+0/ pagamento do resgate D+2 

Taxa de administração: 0,02% a.a. 

Classe CVM: Fundo de índice de Renda Variável 

Risco: Médio 

Tributação: 15% sobre o ganho de capital, na venda do ETF  

A BB DTVM é líder da indústria de fundos de investimento, com patrimônio líquido sob gestão de R$ 1,3 trilhão em recursos e 20,69% de participação de mercado, conforme ranking de Gestores de Fundos de Investimento da Anbima, de julho de 2021. Sua excelência em gestão é atestada por duas importantes agências de rating – Fitch Rating e Moody´s. 

Via | Assessoria BB
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta