Uma atendente da unidade do Ganha Tempo, na região da Praça Ipiranga, em Cuiabá, foi presa, nessa sexta-feira (10), suspeita de vender computadores e outros equipamentos eletrônicos furtados do órgão. O dono de uma loja de informática suspeito de comprar os aparelhos também foi preso pelo crime de receptação.

De acordo com a Polícia Civil, a Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (Seplag) constatou, durante levantamento patrimonial de rotina, a falta de equipamentos de informática da unidade e que poderia ter a participação de funcionários do local. Em seguida, acionou a polícia.

As investigações foram feitas por meio da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor). Durante buscas, a polícia descobriu que uma atendente da unidade do Ganha Tempo estava anunciando nas redes sociais a venda de computadores idênticos aos furtados do local.

Computadores anunciados para venda na internet tinham selo de patrimônio do estado — Foto: Divulgação

Computadores anunciados para venda na internet tinham selo de patrimônio do estado — Foto: Divulgação

Nos anúncios, os aparelhos ofertados ainda estavam com o selo de patrimônio do estado.

Segundo a polícia, os investigadores localizaram uma loja de assistência e venda de equipamentos de informática, onde foram apreendidos dois computadores. Durante interrogatório, o proprietário disse que adquiriu três equipamentos da atendente e os colocou à venda. Um deles foi recuperado após ter sido vendido.

A polícia informou ainda que a servidora suspeita do furto foi localizada logo depois e confirmou a venda dos computadores. Outro aparelho foi encontrado escondido na casa da mãe dela.

De acordo com a delegacia, em depoimento, a suspeita afirmou que havia ‘ganhado’ cinco computadores (CPU, teclado, mouse e monitor) de um ex-funcionário do Ganha Tempo, que subtraiu os equipamentos do local. A funcionária disse ainda que anunciava a venda em páginas pessoais e comerciais na internet.

Cinco computadores furtados do Ganha Tempo foram apreendidos pela polícia — Foto: Polícia Civil

Cinco computadores furtados do Ganha Tempo foram apreendidos pela polícia — Foto: Polícia Civil

Furto

Os policiais também localizaram o ex-funcionário do Ganha Tempo que, em depoimento na delegacia, confessou o furto de 10 computadores da unidade da Praça Ipiranga, há mais ou menos dois meses. Ele declarou ainda que entregou cinco deles à atendente e vendeu outros cinco para uma pessoa em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Segundo a polícia, a pessoa que comprou os equipamentos em Várzea Grande também compareceu , espontaneamente, na delegacia e confirmou a compra dos aparelhos e disse que revendeu os computadores na loja de assistência técnica. Um dos equipamentos foi recuperado.

O delegado Cláudio Álvares Sant’Ana autuou a atendente e o comerciante preso com dois computadores pelo crime de receptação qualificada. Ambos foram presos em flagrante porque ocultaram ou mantiveram os aparelhos para venda em proveito próprio produto que sabiam ser obtido de forma ilegal.

O ex-funcionário do Ganha Tempo, responsável pelo furto dos equipamentos enquanto trabalhava no órgão estadual, vai responder pelo crime de peculato.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta