A Prefeitura de Aripuanã vem por meio desta nota informar a toda comunidade que lamenta e repudia a ação criminosa que impossibilitou a trafegabilidade sobre a ponte sobre o Rio Guariba, na Rodovia MT-208, há 50 quilômetros do Distrito de Conselvan.

A ponte de madeira, que possuía aproximadamente 68 metros de extensão, foi incendiada neste último domingo e ficou praticamente destruída após o ato vândalo e irresponsável.

O Poder Executivo já estava planejando a reforma da estrutura junto ao Governo do Estado, que é o responsável pela ponte, no entanto, sem a cooperação municipal a ponte não seria reformada no tempo devido, o que ocasionaria em grandes transtornos para a comunidade.

A equipe da Secretaria Municipal de Infraestrutura já havia construído um desvio para que os moradores pudessem atravessar o rio enquanto a estrutura de madeira entrasse em reforma.

Mas agora, devido ao ato criminoso, a Prefeitura precisou encaminhar um ofício ao Governador Mauro Mendes informando que a ponte precisa ser urgentemente reformada para restabelecer a ligação entre a cidade de Aripuanã e o Distrito do Guariba. Isso porque o período chuvoso está próximo e o desvio que era para ser temporário pode não resistir à correnteza do Rio Guariba.

A Prefeita Seluir Peixer destacou a importância da ponte e os impactos que a falta dela pode trazer para toda comunidade e região. “Essa ponte liga a Sede do Município ao distrito do Guariba, e o estado de Rondônia, a sua intransitabilidade impede o escoamento da madeira e da pecuária da região, bem como o transporte escolar naquela localidade, e as linhas de ônibus, ficando completamente isolados. Podemos citar vários outros transtornos que poderão surgir como a impossibilidade de transportar pacientes para Sede, falta de alimentação, gás, combustíveis e medicamentos naquelas localidades”, explica Seluir.

A gestora também ressaltou no ofício encaminhado ao Governo do Estado que a ponte se encontra em estado de calamidade pública e precisa ser reformada em caráter de urgência para assegurar a trafegabilidade no trecho, garantindo assim, a segurança de todos que passam pela região.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta